ConexãoIn

Nova guerra? EUA atacam Síria e Iraque, deixando ao menos 39 mortos

Os  EUA atacaram a Síria e o Iraque na noite de sexta-feira, 2.  A ofensiva, realizada nas bases utilizadas pela Guarda Revolucionária do Irã (IRGC, em inglês), deixou ao menos 39 mortos e 25 feridos, segundo informações do governo iraquiano.

De acordo com o Iraque, o país soma 16 óbitos e 25 feridos, incluindo civis. Já o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) relatou que ao menos 23 combatentes pró-Irã morreram no leste da Síria.

 

Revanche

Os bombardeios foram uma revanche pelas mortes de três soldados dos EUA na Jordânia, que aconteceu no domingo (27).

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, confirmou o ataque através de nota.

“Sob minha orientação, as forças militares dos EUA atacaram alvos em instalações no Iraque e na Síria que o IRGC e milícias afiliadas utilizam para atacar as forças americanas. Nossa resposta começou hoje e continuará em momentos e lugares de nossa escolha”, disse o líder norte-americano.

Biden ainda enfatizou que o Irã não é seu alvo, mas “todos aqueles que possam buscar nos prejudicar, saibam disto: se você ferir um americano, nós responderemos”.

Segundo os militares americanos, os alvos foram:

  • Áreas de comando e controle.
  • Galpões de foguetes, mísseis e drones.
  • Centros logísticos.
  • Armazéns de distribuição de munição
  • De acordo com o porta-voz do primeiro-ministro iraquiano, Mohamed Shia al-Sudani, os ataques simbolizam “uma violação de soberania” com consequências “desastrosas para a segurança e estabilidade”.
  • A Síria afirmou que as áreas bombardeadas ficam no deserto do país e que pessoas foram feridas no local.
POR: Rita Moraes
Publicado em 04/02/2024