ConexãoIn

Últimas

-->

Interessantes

mundo

Um dentista milionário da Pensilvânia, nos EUA, foi considerado culpado pela morte da mulher, há seis anos. O crime aconteceu durante um safari africano, tendo o homem recebido uma indenização pela morte. Após um julgamento de três semanas, Lawrence Rudolph, de 67 anos, foi acusado de ter matado a mulher Bianca, com quem estava junto há 34 anos. Foi, ainda, acusado de fraude por ter arrecadado 4,8 milhões de dólares em seguros após a morte de Bianca, em 2016. O homem, escreve o NY Post, alegou que a mulher disparou contra ela própria num ato que teria sido acidental. Já os juízes consideraram que a morte foi premeditada para ficar com os seguros da mulher, tendo Lawrence iniciado logo em seguida uma relação com a sua empregada. Bianca morreu no dia 11 de outubro de 2016 durante um safari na Zambia. Lawrence teria sido ouvido a exclamar, durante uma discussão num restaurante com a sua nova mulher, que tinha matado Bianca por causa desta. Acredita-se que Bianca foi morta depois de ter exigido ter um papel mais ativo nas finanças da família e de ter exigido que o marido despedisse a empregada.

esporte

Nesta quarta-feira, 03 de agosto, o ex-jogador baiano Jorge Wagner participa de um bate-papo especial sobre a sua carreira e expectativa para o Mundial de 2022. O evento gratuito será realizado no Salvador Shopping, na Praça Central – Piso L1, a partir das 17h, e faz parte da programação do “Mês dos Pais” do empreendimento, que promove a exposição “Memórias dos Nossos Craques”, sobre o futebol até o dia 21. Para esta “resenha” foram convocados os jornalistas Danilo Ribeiro e Pedro Thomé, ambos profissionais da TV Bahia. Durante o encontro dos “boleiros”, o público ainda pode visitar a exposição sobre futebol mundial que relembra momentos e conquistas desde 1950 até os dias atuais.

cultura e entretenimento

A “Turma da Mônica” ganhará um personagem LGBT. De acordo com o criador da série de revistas em quadrinhos, Maurício de Sousa, está chegando a hora da "Turma da Mônica" ganhar um personagem LGBT.Isso porque, segundo ele, é uma realidade que precisa estar retratada no gibi mais famoso do Brasil. A afirmação foi realizada no programa Câmara Rio Entrevista, que vai ao ar na próxima quinta-feira às 20h na Rio TV Câmara e divulgada pelo blog do Ancelmo Gois do jornal O Globo. O universo da “Turma da Mônica” busca sempre representar vários tipos de pessoas, como os personagens PcD (pessoa com deficiência) como o Edu, que tem distrofia muscular, Tati com síndrome de Down, Luca que é cadeirante, Dorinha, deficiente visual, Igor e Vitória que são soropositivos e André com autismo.

mundo

Os Estados Unidos mataram Ayman al-Zawahiri, líder da al-Qaeda, em um ataque de drone no fim de semana em Cabul, disseram fontes do governo americano a diversos veículos de imprensa. O médico egípcio, por décadas um dos terroristas mais procurados do planeta , é acusado de ser um dos cérebros dos ataques de 11 de Setembro de 2001, ao lado de Osama bin Laden. A morte de Al-Zawahri, que assumiu o comando do grupo terrorista após a morte de Bin Laden, em 2 de maio de 2011, ainda não foi oficialmente confirmada pelo governo americano, mas a Casa Branca emitiu um comunicado afirmando que o presidente Joe Biden fará um pronunciamento a nação às 19h30 (20h30, hora de Brasília). O ataque, contudo, foi o primeiro em solo afegão desde a caótica saída dos militares americanos do país da Ásia Central.

PUBLICIDADE