ConexãoIn

Últimas



Interessantes

´mercado

Uma empresa chilena depositou, por engano, 281 milhões de pesos chilenos (cerca de 1,6 milhão) para um funcionário. Ao invés deste realizar a devolução, pediu demissão e fugiu com o dinheiro. A empresa tenta agora reaver o dinheiro na Justiça alegando "apropriação indevida". As apurações do caso foram acompanhadas pelo jornal argentino Clarin. A história começou com a decisão do funcionário de esconder que havia recebido aquela quantia. Entretanto, quando a empresa percebeu o erro, informou que ele tinha que devolver. Uma data foi combinada para a devolução, mas o funcionário não foi à agência bancária entregar o dinheiro , que inclusive já tinha sido sacado. "Ligaram para ele centenas de vezes, até que ele atendeu e comentou que tinha adormecido. Eles continuaram esperando, mas o dia passou sem nenhuma resposta", informa a reportagem.

mundo

Autoridades de saúde do Reino Unido informaram nesta sexta-feira (24) que amostras do esgoto de Londres apresentaram detecção do vírus que causa a poliomielite. A Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido (UKHSA) disse que o vírus possívelmente teve origem através de alguma pessoa que se vacinou no exterior com imunizante viral da doença."A maior parte da população do Reino Unido está protegida por ter recebido a vacina na infância, mas em algumas comunidades com baixa cobertura de vacinação, as pessoas podem estar em risco", disse Vanessa Saliba, epidemiologista consultora da UKHSA. A agência informa que o risco de proliferação da doença é baixo, mas alerta aos pais de crianças a garantirem a vacinação seus filhos contra a doença, que era comum no Reino Unido na década de 1950, mas após anos de estudos foi erradicada em 2003.

mundo

A ONU afirmou nesta sexta-feira (24) que a jornalista Shireen Abu Akleh, do canal Al-Jazeera, foi morta por um tiro das forças israelenses, embora Israel negue a validade desse relatório e garanta que é “impossível” determinar a origem do disparo “Todas as informações que conseguimos – incluindo as do exército israelense e do procurador-geral palestino – corroboram que os tiros que mataram Abu Akleh e feriram seu colega Ali Sammoudi vieram das forças de segurança israelenses e não de tiroteios indiscriminados de palestinos armados”, afirmou a porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Ravina Shamdasani.

Duas pessoas foram assassinadas e diversas ficaram feridas em um ataque a tiros em um bar gay em Oslo, capital da Noruega. Pelo menos dez pessoas são atendidas pelo serviço de saúde (três delas foram feridas gravemente) de acordo com o jornal norueguês "Aftenposten". Segundo a rede pública de notícias NRK e outros veículos de mídia noruegueses, os disparos foram efetuados em um local chamado London Pub, um bar e boate gay conhecido no centro da cidade. O jornalista Olav Roenneberg, da NRK, afirmou que viu um homem chegar com uma bolsa, pegar uma arma e começar a atirar.

PUBLICIDADE