ConexãoIn

Auditor fiscal aposentado é vítima de envenenamento e mulher é a principal suspeita

 

Uma história com contornos de conto policial e do canal Investigação Discoverd aconteceu em Ilhéus, sul da Bahia.

A Polícia Civil local investiga o caso de envenenamento e tentativa de homicídio contra o auditor fiscal aposentado, Pedro Gomes Carneiro, que segue internado no hospital da cidade.

Após exames médicos, a suspeita de AVC foi descartada, sendo encontrado no corpo do auditor de 71 anos, 5 tipos de substâncias tóxicas (dentre elas Cocaína, Crack, Merla e Oxi), além de tranquilizantes tarja preta.

As investigações apontam que a companheira de Pedro,  Nathália Vasconcelos, de 35 anos, que formada em química e farmácia seja a principal suspeita do crime. Além disso, há indícios que a mãe de Nathália, de prenome Sônia, seria cúmplice. No ano passado, ela teria se hospedado na casa do casal, sob o pretexto de que daria suporte em serviços domésticos enquanto aguardava o recebimento de uma suposta herança.

Segundo fontes da família do idoso já havia desconfiança do comportamento da suspeita e da vítima, visto que as mensagens via whatsapp não condiziam com o tipo de conteúdo, gramática e a forma do idoso se comunicar. A desconfiança foi ampliada quando, no dia do mal súbito descoberto, um dos filhos constatou forte resistência da companheira para que ocorresse o internamento pai, uma intencional oposição justificada pela desculpa do coronavírus.

Segundo relato de familiares do auditor , Nathália teria contado para amigos da família e os enteados que o idoso estava sofrendo com Alzheimer, e que por essa razão andava esquecido e sofrendo quedas. No último ano o casal havia intensificado os “cuidados” com a saúde consoante inúmeras consultas médicas realizadas pela vítima e companheira que sempre pegava atestados para lastrear a aparente normalidade e o suposto cuidado para com a vítima, “- Meu pai nunca foi tanto ao médico”, conta um dos filhos.

No dia 30 de dezembro de 2020, Carneiro novamente foi encontrado drogado dentro de casa, agora pelo filho mais velho e a nora, sendo socorrido pelo SAMU e internado no hospital de Ilhéus, onde fora diagnosticado novamente com intoxicação por cocaína e outras substâncias.

Investigação

O caso está em investigação policial pela DPT Ilhéus, onde se aguarda os  resultados de novo exame, agora pelo IML. A pedido do delegado de homicídios, Dr. Helder Carvalhal, o plantão do judiciário determinou a apreensão dos passaportes, o afastamento da companheira e sogra do lar de Pedro e a busca e apreensão na residência, diligência realizada em 01 de janeiro de 2021. Foram encontradas na casa do casal, diversas seringas, ampolas quebradas de diluentes, e medicamentos do tipo “Boa noite, Cinderela”.

Estudos comprovam que a administração conjunta das substancias cocaína e crack, aumentam em 14 vezes as chances de infarto, e 27 vezes a ocorrência de um AVC. Os filhos encontraram notas promissórias, rombos em cartões de crédito e contas bancárias do idoso e, ainda, procurações públicas com amplos poderes da companheira.

#conexaoin99 

#conectadocomanoticia 

 

 

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 05/01/2021