ConexãoIn

Oito internos do Hospital Juliano Moreira terão novo lar

Interna do Hospital Juliano Moreira há 20 anos, Jô passará a ter um novo lar. Ela e mais outras sete pessoas viviam na unidade hospitalar irão morar em um Serviço de Residência Terapêutica (SRT), no município de Itapetinga. A viagem para a nova casa acontece nesta terça-feira (30).  Na SRT, eles serão acompanhados por alguns profissionais e terão a garantia do acompanhamento de saúde em um Centro de Atenção Psicossocial. Para o funcionamento do serviço, o município receberá um incentivo financeiro do Governo do Estado.

A desinstitucionalização de pacientes faz parte de um projeto que visa reintegrar pessoas com transtornos mentais à sociedade. Agora o Hospital Juliano Moreira tem apenas 17 internos. Há cinco anos esse número chegava a 50. “É um processo por vezes longo, mas que no final traz ganhos para esses indivíduos”, afirma o diretor do hospital, Antônio Freire.

O diretor destaca ainda que essa mudança representa uma reorganização de toda a vida desses indivíduos. “Tanto no aspecto terapêutico quanto na garantia de direitos, essas pessoas têm uma transformação quando são reinseridos na vida em sociedade”, diz Antônio Freire.

A diretora de Gestão do Cuidado da Secretaria da Saúde do Estado, Liliane Mascarenhas, explica que o SRT faz parte da Política de Saúde Mental, para funcionar como moradias dentro da cidade para a reinserção social de pessoas com transtornos mentais, com histórico de internação prolongada e perderam todo o contato com a família e a sociedade.

Para Liliane, o processo de desinstitucionalização é uma ressignificação para essas pessoas. “Essa mudança não fica apenas no campo da saúde. Eles agora terão uma vida em um lar e não em um ambiente hospitalar”, afirma.

POR: Rita Moraes
Publicado em 01/12/2021