ConexãoIn

“Niterói em Cena Resiste!” abre inscrições para o “Programa de Capacitação em Teatro Virtual”, que contará com aulas de Juracy de Oliveira, Letícia Leiva, Miwa Yanagizawa e Rodolfo García Vázque

O projeto Niterói em Cena RESISTE!, que tem o objetivo de fomentar a produção artística na pandemia e pós-pandemia, lança o Programa de Capacitação em Teatro Virtual, que terá inscrições abertas a profissionais de teatro de todo o país de 6 a 22 de setembro. O curso, que vai apresentar possibilidades artísticas e ferramentas do teatro online durante quatro meses, contará com aula dos diretores Juracy de Oliveira, Miwa Yanagizawa, Rodolfo García Vázquez e da atriz e publicitária Letícia Leiva. Serão oferecidas 30 vagas, sendo 10 para residentes de Niterói e 20 para moradores das demais cidades do Brasil, com bolsas equivalentes a 340 euros (valor total) por aluno. Das vagas totais, 50% serão reservadas à política de ações afirmativas (mais detalhes no serviço do release). No fim do período, obras criadas pelos alunos farão parte de um festival de teatro virtual, em janeiro de 2022. Serão realizadas três lives no canal do Youtube do Niterói em Cena (dias 06, 14 e 21/09, às 20h) para mais informações. O regulamento completo e o resultado serão publicados em www.niteroiemcena.com.br. O projeto é patrocinado com recursos do Fundo Internacional de Ajuda para Organizações de Cultura e Educação 2021 do Ministério das Relações Exteriores da República Federal da Alemanha, do Goethe-Institut e de outros parceiros (www.goethe.de/hilfsfonds).

“O Niterói em Cena tem em seu DNA a preocupação com o desenvolvimento artístico de atores, novos diretores e técnicos teatrais. Esta nova experiência de formação, possibilitada pelo Ministério das Relações Exteriores da Alemanha e Instituto Goethe, vai fazer com que ampliemos nossos esforços na capacitação de artistas mais sensíveis e atuantes. Para isso, escolhemos profissionais gabaritados, com experiências bem-sucedidas no teatro virtual”, observa o diretor do projeto, Fabio Fortes, que também assina a direção do Festival Niterói em Cena. “Também nos alegra muito a possibilidade de oferecer uma bolsa de estudos para que a prática teatral e a dedicação aos estudos ocorram de maneira mais tranquila. Estamos muito animados”, acrescenta.

O curso, com aulas ao vivo e on-line, terá início em outubro e será composto por quatro módulos. O ator e diretor cearense Juracy de Oliveira vai ministrar o módulo “Escolha e otimização de ferramentas técnicas virtuais”, que vai orientar os alunos nas aplicações básicas de ferramentas de transmissão e exibição de obras artísticas nas plataformas digitais, além de oferecer dicas de iluminação e áudio. “Orgulho de fazer parte dessa iniciativa potente e engajada com o hoje!”, frisa Juracy. O módulo 2 será voltado à “Captação e engajamento de audiência para projetos artísticos em redes sociais” e objetiva apresentar fundamentos básicos de marketing digital com foco na divulgação do produto artístico e na construção/ampliação de uma audiência qualificada. A professora será a atriz e publicitária mineira Letícia Leiva. “Iniciativas como essa, que visam o fomento e a formação, me fazem acreditar em um mundo mais possível para todas as pessoas. A vivência com o teatro é transformadora, e investir nisso é – ou deveria ser – primordial”, avalia a comunicadora.

 

A atriz, diretora e pesquisadora da cena Miwa Yanagizawa, nascida em São Paulo e radicada no Rio de Janeiro ministra o módulo 3: “Diálogos e interlocução de linguagens entre o teatro e o audiovisual”. As aulas têm o objetivo de incentivar os alunos a experimentar os limites entre o teatro e o audiovisual, aproveitando as características de cada linguagem para potencializar a obra artística no espaço de representação virtual. “O Niterói em Cena RESISTE! é uma das mais importantes ações pedagógicas e democráticas para ampliar o campo da investigação e produção artística no espaço virtual. Muito honrada de fazer parte deste projeto”, comenta Miwa.  O módulo 4 será comandado pelo diretor teatral, autor, diretor de cinema e pedagogo paulista Rodolfo García Vázquez. O tema será “Criação artística coletiva não presencial”, e vai oferecer direcionamento prático aos alunos que, através da orientação de um diretor com experiência em criação online, serão estimulados a experimentar as técnicas abordadas nos módulos anteriores. “O teatro florescerá em todos os ambientes, sempre. É da sua natureza. Participar e compartilhar do florescer do teatro na internet é uma oportunidade histórica única”, declara o artista.

Sobre Juracy de Oliveira

Juracy de Oliveira é ator e diretor cearense formado pela Escola de Teatro Martins Penna, no Rio de Janeiro. Durante a quarentena, idealizou o Pandêmica Coletivo Temporário de Criação, aglomeração online com artistas de diversas partes do país. Dirigiu, entre outras, a experiência online “12 Pessoas Com Raiva”. Tem vasta experiência como ator e diretor. É também o idealizador, diretor e integra o elenco do projeto “Le Circo de la Drag”, com três anos de circulação pelo Brasil e exterior (França, Holanda, Portugal e Bélgica).

 

Sobre Letícia Leiva

 

Letícia Leiva é atriz e publicitária. Cofundadora da quasecia de teatro e sócia da Rizoma Comunicação & Arte, atua como comunicadora de eventos e projetos culturais desde 2014, já tendo trabalhado com importantes nomes e projetos mineiros como: Grupo Galpão, Maria Cutia, Dudude, Centro de Arte Suspensa e Armatrux (C.A.S.A), Festival Estudantil de Teatro (FETO BH), Teatro em Movimento, entre outros. A partir de vivências como artista, público e comunicadora de teatro, dedica-se hoje à comunicação de iniciativas culturais, entendendo esse também como um fazer artístico e político. Em 2021, inaugura um espaço dentro do portal Pula BH!, onde reflete, em voz alta, sobre questões diversas e subjetivas que, de alguma forma, vão de encontro ao teatro.

 

 

Sobre Miwa Yanagizawa

 

Bacharel em Teatro pela CAL (RJ), fundadora do AREAS Coletivo, atua como atriz, diretora e pesquisadora da cena com trabalhos significativos no Teatro, TV e Cinema. Ganhou os prêmios Shell e APTR 2019 de melhor direção por “Nastácia”, espetáculo baseado no livro O Idiota, de Dostoievski, com dramaturgia de Pedro Brício. Foi integrante durante 17 anos da ciateatroautônomo (RJ), dirigida por Jefferson Miranda, com trabalhos importantes dentro do cenário do teatro contemporâneo brasileiro. Fez parte da Cia Ensaio Aberto (RJ), dirigida por Luiz Fernando Lobo, da Cia TãoSó, de Ticiana Studart e, ainda, teve uma parceria fecunda com o diretor Guilherme Leme, além de outras ao longo de sua carreira. Ministra, com frequência, a oficina “Estudo para o ator: a escuta”, um eixo de pesquisa do Areas Coletivo que em 2020 estendeu sua investigação para o espaço virtual como “A Escuta: distâncias e aproximações”. Como professora de Teatro, trabalhou no Solar Meninos de Luz (1996-2001) e Grupo Nós do Morro (2002-2010), localizados no Morro do Pavão-Pavãozinho e do Vidigal, respectivamente, no Rio de Janeiro. Em 2021, atuou na 5ª Temporada de Sessão de Terapia, dirigida por Selton Mello, e dirigiu e escreveu “Eu Matei Sherazade”, a partir da obra de Joumana Haddad, escrita com Carol Chalita. Dirigiu ainda “Em Nome da Mãe”, baseado no livro homônimo de Erri de Lucca, dramaturgia de Suzana Nascimento. Ambas as peças foram concebidas como Teatro Virtual.

 

 Sobre Rodolfo García Vázquez

Fundador da companhia Os Satyros, é diretor teatral, autor, diretor de cinema e pedagogo. Já dirigiu mais de 100 espetáculos, apresentados em 25 países, recebendo prêmios nacionais e internacionais pelo seu trabalho, como Shell, APCA, entre outros. Entre os espetáculos que dirigiu, destacam-se: “A Trilogia Libertina” (a partir da obra do Marquês de Sade), “A Vida na Praça Roosevelt” e “Inocência” (de Dea Loher), a Trilogia das Pessoas e o espetáculo digital ¨A Arte de encarar o medo¨. Também realiza investigação na área de teatro ciborgue, desde 2009, com mais de dez produções, entre as quais se destaca ¨Cabaret Stravaganza¨. Em cinema, dirigiu ¨Hipóteses para o Amor e a Verdade¨ e ¨Filosofia na Alcova¨ (em codireção com Ivam Cabral).  É um dos fundadores da SP Escola de Teatro, onde atua como Coordenador do Curso de Direção. É professor convidado em diversas universidades europeias (Berlin, Estocolmo, Helsinki e Birmingham). Desde o início da pandemia, vem desenvolvendo projetos de teatro digital com artistas de todos os continentes.

Serviço:

Programa de Capacitação em Teatro Virtual

Período de inscrições: de 6 a 22 de setembro de 2021, no site www.niteroiemcena.com.br

Serão 30 vagas, sendo 10 para residentes de Niterói e 20 para moradores nas demais cidades do Brasil, com bolsas equivalentes a 340 euros (valor total) por aluno. Das 30 vagas totais, 50% serão reservadas à Política de Ações Afirmativas, sendo, portanto, ocupadas por candidatos que se autodeclararem negros (pretos e pardos), trans (transexuais, transgêneros e travestis), indígenas (com nacionalidade brasileira ou visto de residência) e PcD (Pessoa com Deficiência, seja visual, auditiva e/ou motora). Sendo assim, cinco vagas das ofertadas na Seleção Niterói e 10 vagas ofertadas na Seleção Brasil estão reservadas para estes grupos específicos

Lives: no Youtube do projeto Niterói em Cena (https://bit.ly/2YU6VzI)

06/09, às 20h: Lançamento do regulamento

14/09, às 20h: Simulação de uma inscrição

21/09, às 20h: Tira Dúvidas

Divulgação dos selecionados e dos suplentes: 27 de setembro, às 18h no site www.niteroiemcena.com.br.

Início das aulas: outubro de 2021. Aulas às terças e quintas-feiras, das 19h às 22h.

Duração do projeto: de outubro de 2021 a janeiro de 2022

Festival de teatro virtual: janeiro de 2022

Redes Sociais do Projeto:

Facebook: www.facebook.com/Niteroiemcena

Instagram: @niteroiemcena

#conexaoin

#conectadocomanoticia

POR: Rita Moraes
Publicado em 02/09/2021