ConexãoIn

Gastronomia de luto: chef celebridade Anthony Bourdain se suicida aos 61 anos

O chef de cozinha Anthony Bourdain foi encontrado morto, hoje, sexta-feira, 8. A divulgação da morte foi feita pela Rede CNN, para qual trabalhava. Ele tinha aos 61 anos.

O amigo Eric Ripert, chef francês encontrou o corpo já sem vida no quarto de hotel nas primeiras horas da manhã de hoje. Eles estavam em Estrasburgo, na França,  trabalhando em um novo episódio de seu programa, “Parts unknown”, em que viajava pelo mundo explorando diferentes culturas culinárias. A série ganhou 5 prêmios Emmy.

“É com tristeza extraordinária que podemos confirmar a morte de nosso amigo e colega, Anthony Bourdain”, disse a CNN em um comunicado. Seu amor por grandes aventuras, novos amigos, boa comida e bebida e histórias incríveis pelo mundo fez dele um contador de histórias único. Seus talentos nunca deixaram de nos surpreender e vamos sentir muito a sua falta.”

Chef celebridade

Nascido em Nova York em 1956, Bourdain formou-se no renomado Culinary Institute of America. Começou a administrar cozinhas de Nova York em restaurantes como Supper Club, One Fifth Avenue e Sullivan’s.

Em 1999, escreveu para a revista “New Yorker” o artigo “Don’t eat before reading this” (“Não coma antes de ler isso”), que no ano seguinte deu origem ao livro best-seller “Cozinha confidencial – Uma aventura nas entranhas da culinária” – lançado em 2001 no Brasil.

A obra transformou o cozinheiro numa celebridade. Ele estreou na TV em “A cook’s tour”, programa do canal Food Network, que também virou livro. Depois, fez sucesso no “Anthony Bourdain: No reservations”, do Travel Channel, premiado com dois Emmy.

O apresentador migrou para a CNN em 2013 e se tornou um dos principais componentes do horário nobre da emissora. A 11ª temporada de “Parts unknown” estreou no mês passado.

Suicidios entre celebridade americanas

A morte de Bourdain é o segundo suicídio de uma celebridade americana nesta semana. Na terça-feira, 5, a estilista Kate Spade se enforcou em seu apartamento em Nova York deixando um bilhete. 

Segundo a Agencia Reuters, as taxas de suicídio aumentaram em quase todos os estados do país de 1999 a 2016. Quase 45 mi pessoas cometeram suicídio em 2016, tornando o problema uma das três principais causas de morte nos EUA, juntamente com a doença de Alzheimer e overdoses de drogas.

Carreira de sucesso como chef, apresentador escritor

Bourdain se tornou conhecido por seu livro Kitchen Confidential: Adventires in the Culinary Underbelly, lançado em 2000. Formado no Culinaru Institute of Amecia, em 1978, acumulou experiência em 28 anos em cozinhas profissionais. Atualmente é um “Chef-at-Large” cujo quartel-general é a Brasserie Las Halles. 

Bourdain descreve no seu livro, como seu amor pela comida foi estimulado pela França, ao provar sua primeira ostra, no barco de um pescador, ainda jovem, de férias com a família. Posteriormente, quando já estudava em Vassar, trabalhou em um restaurante de frutos do mar, na cidade de Provincetown, Massachusetts. Administrou cozinhas de diversos restaurantes em Novqa York, como o Supper Club, One Fifth Avenue e o Sullivan’s. A partir de 1998, se dedicou ao La Brasserie, restaurante sediado em Manhanttan com filiais em Miami,  Washington e Tokio.  

Sua popularidade veio com o livro, seu, best seller da lista do New York Times, onde expõe o lado oculto e obscuro do mundo da culinária, com memórias de parte da vida pessoal e profissional. Escreveu posteriormente dois outros livros de não-ficção (ambos também entraram para a lista do NY Times): A Cooks Tour (2001), um relato exótico de suas viagens gastronômicas ao redor do mundo, escrito em conjunto com sua primeira série de tv, e The Nasty Bits (2006), ensaios e histórias exóticas e provocantes centradas principalmente em comida. Outros livros do autor incluem Anthony Bourdain’s Les Halles Cookbook; as obras de mistério “culinário” Bone in the Throat e Gone Bamboo; uma investigação histórica hipotética, Typhoid Mary: An Urban Historical; e No Reservations: Around the World on an Empty Stomach.

Seus artigos e ensaios de Bourdain apareceram em diversos meios de comunicação escrita, incluindo a revista The New Yorker, jornais The New Yor Times, The Times, The Los Angeles Times, The Observer,  The Financial Times, revistas Gourmet, Maxim, Esquire BlackBook ,Town & Country, Scotland on Sunday, The Face, Food Arts e Limb by Limb. Seu blog, iniciado para a terceira temporada do programa Top Chef ganhou um Webby Award, de melhor blog – cultural/pessoal em 2008.

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 08/06/2018