ConexãoIn

Especialista Raquel Santos compartilha método para facilitar a gestão financeira de empreendedores

Apostar no sonho de um negócio próprio foi uma alternativa que muitos baianos encontraram para continuar gerando renda no último ano, em que centenas de postos de trabalho foram extintos devido à pandemia. De acordo com dados divulgados pelo Sebrae Bahia, entre março de 2020 e abril de 2021, foram criadas 131.415 novas pequenas empresas no estado, incluindo os microempreendedores individuais e MPEs. Um dos principais fatores que vai definir a sobrevivência destes novos negócios, sobretudo em períodos de crise, como este que vivemos por conta da pandemia, é a capacidade dos empreendedores se organizarem financeiramente.

É o que defende a especialista em gestão financeira para empreendedores, Raquel Santos. Por acreditar que uma boa administração dos recursos é o primeiro passo sólido na construção de qualquer negócio, ela fundou o movimento “Bora Financeirar?!”, no qual compartilha o bê-a-bá da organização financeira para novos empresários. Alguns dos primeiros passos seria definir quanto se espera receber de salário com o negócio, além de quais critérios usar para precificar seus produtos e serviços e quanto a empresa precisa receber todos os meses para pagar suas contas e gerar dinheiro no caixa. “Se, normalmente, empreender pode parecer complicado para quem está começando, principalmente no que tange a organização financeira da empresa, em meio a uma pandemia pode representar um verdadeiro desafio. Mas a melhor parte de fazer gestão financeira é ter informações precisas sobre a sua empresa e, a partir daí, tomar decisões conscientes sobre seu negócio”, explica.

Entusiasta do empreendedorismo, sócia numa empresa de gestão financeira em Salvador e diretora financeira da Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje), Raquel encontrou neste nicho a sua missão de vida. “Na labuta do dia a dia, percebi que conceitos básicos, como definir o pró-labore, por exemplo, ou como separar o dinheiro pessoal e o da empresa, eram um desafio para muitos de meus clientes. Então decidi compartilhar meu conhecimento de uma forma leve e descomplicada para que qualquer empreendedor tome decisões assertivas e claras em relação ao dinheiro de sua empresa”, explica.

Sobre Raquel Santos

Motivada pelo sonho de que mais nenhuma empresa ou negócio no Brasil feche por falta de dinheiro no caixa, a empreendedora, mentora e palestrante, Raquel Santos, encontrou na gestão financeira o seu propósito de vida. Graduada em Administração de Empresas com Habilitação em Tecnologia da Informação, e com MBA em Controladoria, Raquel fundou o movimento “Bora Financeirar?!”, que orienta, de maneira descomplicada e prática, como o empreendedor pode gerir seu negócio do ponto de vista financeiro, com segurança. Atual diretora financeira da Confederação Nacional de Jovens Empresários (CONAJE), ela persegue o objetivo de compartilhar seu conhecimento sobre finanças com o maior número de pessoas possível. Por isso, Raquel lançará o seu livro “Bora Financeirar?”, e também a plataforma de gestão financeira gameficada para mulheres empreendedoras. O iDelas é mais um passo na trilha dos sonhos que Raquel dá na construção de um país com equidade de gênero em todos os espaços, sobretudo o de negócios. 

#conexaoin99

#conectadocomanoticia 

POR: Rita Moraes
Publicado em 14/05/2021