ConexãoIn

Mitos podem prejudicar a impermeabilização adequada em obras

 

 

Atentar ao projeto de impermeabilização é um passo determinante na construção civil. Ao garantir que a umidade fique longe do local, as estruturas se mantêm por mais tempo (prolongando sua vida útil), danos causados pela água são evitados e ainda há a proteção contra infiltrações, mofo, bolor, eflorescência e carbonatação. Contudo a área ainda convive com muitos mitos e informações falsas que confundem os moradores, os proprietários e até mesmo profissionais do setor.

 

Por isso, é comum ver muitas pessoas deixando de lado a impermeabilização ao fazer uma obra, algo totalmente equivocado: ela deveria ser prioridade em qualquer projeto. O primeiro deles é referente ao preço: os custos podem e devem se adequar ao tamanho e ao tipo do projeto. Além disso, tendo em vista os riscos citados no parágrafo anterior, é preciso ter consciência de que será, na realidade, um investimento e não um gasto extra.

 

Na mesma linha, há quem pense que todos os produtos de impermeabilização são exatamente iguais e escolhem qualquer um. Membranas líquidas, revestimentos, selantes e materiais de barreira são alternativas que devem ser olhadas com atenção e escolhidas de acordo com uma série de fatores. As soluções são desenvolvidas pensando na melhor maneira de se proteger considerando a movimentação estrutural, exposição aos fenômenos climáticos, tráfego de veículos e pessoas e exposição a agentes químicos.

 

Há um mito muito comum de que a impermeabilização se restringe somente aos telhados. Ela é aplicável a várias outras estruturas, especialmente em áreas frias, como cozinhas, lavanderias e sacadas. Até mesmo em superfícies que não estão em contato direito com água, mas sim o vapor dela – como as paredes de um banheiro -, necessitam receber o impermeabilizante.

 

Outra resistência está quando encontramos estruturas prontas. Mesmo que a impermeabilização tenha sido deixada de lado durante a construção, ela ainda pode ajudar a reparar danos já existentes e aumentar a resistência à umidade. Como diria um famoso ditado popular, ‘antes tarde do que nunca’.

 

Os avanços na tecnologia de impermeabilização permitem a existência de produtos adequados para cada tipo de área ou construção, além de trazer ainda mais praticidade na aplicação. No entanto, é necessário realizar um preparo correto do substrato, que precisa estar limpo e seco, pois não há material que funcione bem diante de uma superfície totalmente irregular, com rachaduras, desníveis ou bolhas.

 

 

Componente essencial na construção e para a conservação de estruturas, a impermeabilização é extremamente útil em vários ambientes e, com a manutenção adequada, deixa as estruturas livres de grandes danos. Com mais informação correta, desmistificando erros recorrentes, será possível garantir uma proteção valiosa e afastar a ideia de gasto supérfluo.

POR: Rita Moraes
Publicado em 05/12/2023