ConexãoIn

Impactos das mudanças climáticas na saúde serão debatidos nessa terça-feira, 28, em evento na Fiocruz

 

Quais os desafios relacionados às doenças negligenciadas ainda mais diante das alterações climáticas, favoráveis à expansão de vetores de enfermidades como a dengue? Essa é uma das questões que nortearão os debates do evento 20 anos da DNDi: Soluções sustentáveis para desenvolver a melhor ciência para populações ainda negligenciadas, que acontece nessa terça-feira, 28, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

 

Promovido pela organização internacional Iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi) e pelas entidades que a fundaram, Fiocruz e Médicos Sem Fronteiras (MSF), o evento traz luz para um tema que vem preocupando especialistas já que as doenças negligenciadas afetam mais de 1,7 bilhão de pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

O evento marca os 20 anos da DNDi e vai reunir especialistas internacionais, laboratórios farmacêuticos, formuladores de políticas públicas e organizações da sociedade civil, atores fundamentais no campo de pesquisa e desenvolvimento (P&D) para doenças negligenciadas.

 

A DNDi foi criada quando a MSF destinou parte do dinheiro recebido com o Prêmio Nobel da Paz para fundá-la, em 2003, em parceria com o Conselho Indiano de Pesquisa Médica (ICMR), a Fiocruz, o Instituto de Pesquisa Médica do Quênia (KEMRI), o Ministério da Saúde da Malásia e o Instituto Pasteur da França. O Programa Especial de Pesquisa e Treinamento em Doenças Tropicais da OMS trabalha como um observador permanente. Seu principal papel é descobrir, desenvolver e disponibilizar tratamentos seguros, eficazes e acessíveis para populações negligenciadas. Entre os avanços conquistados desde 2003, estão uma nova apresentação pediátrica do benznidazol para doença de Chagas, dois antimaláricos em dose fixa e uma terapia combinada para a doença do sono.

 

Confira a programação

SERVIÇO

20 anos da DNDi: Soluções sustentáveis para desenvolver a melhor ciência para populações ainda negligenciadas

Data: 28 de novembro

Horário: das 8h às 17h10

Local: Auditório Bio-Manguinhos – Prédio Napa – Avenida Brasil, 4365

POR: Rita Moraes
Publicado em 28/11/2023