ConexãoIn

12º Fórum da ONU: delegação brasileira participa e compartilha experiências para a promoção dos direitos humanos, diversidade e inclusão

 

Entre os dias 27 e 29 de novembro a cidade de Geneva, na Suíça, sedia o 12º Fórum da ONU sobre Empresas e Direitos Humanos. Com o tema: “Cooperação para a Capacitação e Avaliação da Agenda 2030 no Serviço Público”, o evento terá a participação de uma delegação brasileira que conta com a pesquisadora Carine Roos, mestre em Gênero e CEO da Newa, empresa de consultoria em DE&I e saúde emocional para as organizações. Na ocasião, eles irão compartilhar experiências para a promoção dos direitos humanos, diversidade e inclusão e saúde mental, além de cases de sucesso e recomendações sobre o tema.
A mestre em Gênero explica que o encontro é uma oportunidade única para trocar conhecimentos e ampliar as redes de contatos de forma estratégica. “O evento reúne especialistas internacionalmente reconhecidos para falar sobre algumas mudanças que devem ser vistas nas organizações, principalmente, sob a ótica dos direitos humanos, da diversidade e da inclusão. Além disso, terei a oportunidade de compartilhar resultados dos estudos e aplicações de empresas que já atuei como CEO da consultoria ao longo dos últimos anos”, explica Carine Roos.
Entre os temas que irão pautar o encontro deste ano estão: as raízes estruturais do racismo ambiental e a perspectiva dos stakeholders na implementação dos Direitos Humanos. Além da participação presencial em Geneva, o Fórum disponibilizará também o acompanhamento virtual para os três dias de evento para que mais líderes do mundo todo possam acompanhar os encontros que serão realizados.
“A agenda de Direitos Humanos está diretamente relacionada ao “S” do ESG – Environmental, Social and Governance – e a forma como isso se incorpora nas empresas, incluindo em suas cadeias produtivas, e por isso é hoje um dos grandes desafios estratégicos das organizações no Brasil e no mundo. Precisamos alterar a rota urgentemente para mudarmos como olhamos para as pautas que guiam uma sociedade mais igualitária, por meio da educação de lideranças humanizadas e ambientes corporativos mais inclusivos e compassivos. Temos muito para colocar em prática”, comenta a CEO.
Durante o evento também será lançado o Movimento Educa2030, uma iniciativa que tem como objetivo engajar empresas a se comprometerem com metas ambiciosas para o avanço da educação no Brasil, com foco no crescimento da escolaridade da população, na inclusão produtiva de jovens e no engajamento de meninas e mulheres em carreiras STEM – relacionadas à ciência, tecnologia, engenharia e matemática.
Sobre a Newa:

A Newa é uma empresa de impacto social que atua no desenvolvimento de organizações baseadas na construção do diálogo, na colaboração e no respeito. A startup valoriza as diferenças e age em prol da diversidade e do bem-estar genuíno. Desde a sua fundação, a Newa atua no desenvolvimento de lideranças compassivas, que atuem na construção de ambientes mais inclusivos e psicologicamente seguros a partir do florescimento humano. A empresa aposta em lideranças focadas no coletivo, na colaboração, na abundância e compaixão, valores que considera essenciais para a construção de uma sociedade mais justa e com mais equidade.

 

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 27/11/2023