ConexãoIn


Vestidos, sapatos e mais: leilão de peças da princesa Diana arrecada mais de R$ 22 milhões

Princesa Diana e peças vendidas em leilão em Los Angeles

Deu o que falar…

Comprovando que o fascínio pela princesa Diana permanece vivo quase 30 anos depois de sua morte trágica, um leilão de mais de 200 roupas e acessórios que pertenceram a ela realizado em Los Angeles nesta semana arrecadou mais de US$ 4 milhões (R$ 22 milhões), com parte da renda destinada a entidades beneficentes britânicas.

O item que alcançou o valor mais alto no leilão realizado em Beverly Hills foi um vestido de seda magenta e renda preta assinado pelo estilista Victor Edelstein, que Diana usou em Londres e em Hamburgo em 1987: US$ 910 mil, equivalente a mais de R$ 5 milhões.

Vestido da princesa Diana vendido em leilão nos EUA

Segundo a casa de leilões Julien’s Auctions, especializada em vendas de itens de cultura pop e de  celebridades, foi a maior coleção de peças de Diana já leiloada em 25 anos, reunindo roupas e acessórios celebrizados na mídia por terem sido usados em grandes eventos, além de objetos pessoais, como cartas, bilhetes e cartões de Natal com fotos da família.

Os objetos pertenciam a vários colecionadores, alguns adquiridos em leilões anteriores e vendidos com lucros altos.

O vestido recordista roubou a cena, atraindo lances seguidos que fizeram o valor chegar a um valor “espantoso”, segundo a casa de leilões. Foi o segundo item de Diana mais caro já vendido desde a sua morte em um acidente automobilístico em Paris.

Veja os outros destaques do leilão, chamados pela Julien’s Auctions de “as jóias da coroa” – e quanto cada fã da princesa – ou colecionador –  pagou para levar a jóia para casa.

Vestido criado pelo estilista britânico Murray Arbeid Midnight Blue Tule Diamanté Star.

Usado duas vezes em 1986, uma vez na estreia do Fantasma da Ópera e outra em um jantar no hotel Claridge’s para o rei Constantino da Grécia (em julho do mesmo ano) – este vestido era um dos favoritos da princesa Diana, segundo a Julien’s Auction.

Lady Diana e vestido de festa azul vendido em leilão
Foto: divulgação Julien’s Auctions

O preço estimado era de US$ 200 mil (R$ 1,1 milhão) a US$ 400 mil (R$ 2,2 milhão), mas a peça acabou saindo por US$ 780 mil (R$ 4,3 milhões),  segundo item mais caro do leilão.

Vestido de noite de veludo preto Catherine Walker

Criado especialmente para princesa Diana, o vestido foi arrematado por  ​​US$ 571 mil (R$ 3,1 milhões), cinco vezes a estimativa inicial.

Vestido da princesa Diana assinado por Catherine Walker leiloado em Los Angeles

Vestido floral rosa da Chelsea Design Company, de Catherine Walker

Da mesma estilista, era um dos favoritos da princesa, típico floral inglês, usado em várias ocasiões no final dos anos 80 e início dos anos 90. Saiu por US$ 444 mil (R$ 2,4 milhões) – valor bem mais alto do que um vestido novo, que custa em torno de R$ 2o mil reais.

Vestido floral usado pela princesa Diana

Sapatos de noite Kurt Geiger, adornado com joias

Não é exagero chamar este par de scarpins de jóia da coroa: forrado em cetim, ele tem pequenas esmeraldas no adorno em forma de laço.

Sapato de cetim verde da princesa Diana vendido em leilão nos EUA

Foi usado pela princesa Diana em um banquete de Estado no Dorchester Hotel, em Londres, em novembro de 1993. A estimativa de preço era entre US$ 2 mil ((R$ 11 mil)e US$ 4 mil (R$ 22 mil), e foi arrematado por astronômicos US$ 390 mil (R$ 2,1 milhões)

Vestido de coquetel Catherine Walker

Outra peça da estilista britânica que era uma das favoritas de Diana e da nora que nunca conheceu, a atual princesa de Gales, Kate Middleton. Em seda azul-marinho, saiu por US$ 381 mil (R$ 2,1 milhões).

Vestido de coquetel marinho da princesa Diana

Terninho Catherine Walker

A princesa Diana usou este conjunto de saia e blazer em uma visita oficial a Hong Kong em 1989, e ele foi vendido no leilão por US$ 325 mil (R$ 1,8 milhão)

Princesa Diana em visita oficial a Hong Kong
Foto: Red Cross Hong Kong via Julien’s Auctions
Chapéus

Chapéus elegantes e um em forma de turbante tinham preço inicial estimado em US$ 20 mil (R$ 111 mil), mas acabaram arrematados por até US$ 101 mil (R$ 565 mil), valor final do azul, criado pelo célebre designer Philip Sommerville em 1989.

Chapéus princesa Diana vendidos em leilão

Manuscritos e cartões

A princesa Diana morreu antes da popularização das redes sociais, e cultivava a tradição britânica de escrever cartas e bilhetes.

As cartas vendidas no leilão oferecem vislumbres de sua pessoal, das alegrias como mãe, das atividades da realeza e de sua paixão por causas humanitárias.

“O fascínio do público por Diana decorre de sua capacidade de se conectar com as pessoas em um nível humano, e essas cartas fornecem uma rara oportunidade de percerber isso”, diz a Julien’s Auctions.

A que alcançou o valor mais alto no leilão, de 1984, foi uma em que Diana fala sobre o “bebê chegando em breve”, referindo-se ao príncipe Harry e enviada a Maud Pendrey, uma ex-governanta da casa da família Spencer. Foi vendida por US$ 44,4 mil (R$ 246 mil)

Carta princesa Diana sobre gravidez de Harry vendida em leilão

O casal também mandava cartões de Natal com fotos próprias, outra tradição secular da monarquia britânica que hoje em dia foi transferida para as redes sociais da família real.

Cartões com retratos que mostram a família aumentando foram vendidos por preços entre US$ 2,8 mil US$ 3,9 mil.

Cartões de Natal princesa Diana e Charles

POR: Rita Moraes
Publicado em 30/06/2024