ConexãoIn

São Paulo e Rio de Janeiro registram aumento significativo no tráfego rodoviário em 2023

 

As rodovias do estado de São Paulo apresentaram aumento de 3,8% no fluxo de veículos em 2023. Os dados são do Monitor de Tráfego nas Rodovias, realizado pela Veloe em parceria com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

O crescimento do movimento nas rodovias paulistas no ano recém encerrado pode ser atribuído tanto ao tráfego de veículos leves (+3,8%), quanto de veículos pesados (+3,3%). Historicamente, o resultado em 2023 foi inferior aos aumentos registrados em 2021 (+7,5%) e 2022 (+6,5%).
Em contraste com o cenário anual, entre novembro e dezembro de 2023 o Índice de Tráfego de Veículos nas Rodovias registrou uma queda de 1,9% no fluxo agregado de veículos no estado de São Paulo. Nesse caso, a queda foi mais expressiva entre veículos pesados (-2,4%) do que entre veículos leves (-0,9%). Por outro lado, em comparação com o mesmo mês de 2022, os índices registraram crescimento do tráfego em dezembro (+2,0%), resultado combinado dos aumentos nos fluxos de veículos leves (+1,7%) e pesados (+3,9%) nas vias.

 

No caso do Rio de Janeiro, o estado encerrou 2023 com alta acumulada de 8,7%. O aumento no movimento nas rodovias fluminenses em 2023 também envolveu o maior tráfego de veículos leves (+8,2%) quanto pesados (+12,2%). Em relação a anos anteriores, o aumento anual observado no tráfego de veículos superou o resultado de 2022 (+4,2%), mas ficou abaixo do crescimento de 2021 (+15,0%).

 

Entre novembro e dezembro de 2023, o Índice de Tráfego de Veículos nas Rodovias registrou um recuo de 1,7% no fluxo agregado de veículos no estado do Rio de Janeiro. Em termos desagregados, a queda foi maior entre veículos leves (-2,2%) do que entre veículos pesados (-0,6%). Contudo, na comparação com o mesmo mês de 2022, houve crescimento expressivo do tráfego em dezembro (+10,2%), resultado do incremento nos fluxos de veículos leves (+9,5%) e pesados (+15,1%).

 

 

Entre os fatores que podem ter contribuído para o crescimento registrados pelos índices de tráfego em 2023, podem ser mencionados: o crescimento da economia brasileira, impulsionando o fluxo de insumos, matérias-primas, produtos agropecuários e industrializados nas cadeias de valor; a melhora no mercado de trabalho, com reflexos em emprego e renda das famílias (o que contribui para decisões de gasto das famílias com viagens e turismo); a queda nos preços dos combustíveis; fatores climáticos, que podem ter contribuído para aumentar o fluxo de veículos para o litoral; e o número de feriados prolongados no ano.
O aumento mais expressivo do movimento de veículos nas rodovias do Rio de Janeiro também pode ter se espelhado em fatores dessa natureza: pela sua vocação natural, a economia fluminense já se beneficia do aumento nos gastos com turismo e viagens das famílias, fenômeno reforçado pela melhora no cenário econômico doméstico, além do calendário e clima favoráveis a essas atividades.

 

Para mais informações, acesse os informes de São Paulo e Rio de Janeiro do Monitor de Tráfego nas Rodovias do Panorama Veloe de Indicadores de Mobilidade.

 

Sobre a Veloe

Veloe é um hub de mobilidade e gestão de frota, que nasceu para tornar a mobilidade mais fluida e simples e a gestão de frotas leves e pesadas mais eficiente. Veloe é aceita em todas as rodovias pedagiadas e mais de 2.300 estabelecimentos comerciais no país. Foi criada por Banco do Brasil e Bradesco em 2018, como uma unidade de negócios da Alelo. Entre seus principais parceiros estão C6 Bank, BTG+, Digio, Unidas, além de times de futebol. Mensalmente, divulga o Panorama Veloe de Indicadores de Mobilidade, em parceria com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), uma cesta de indicadores sobre mobilidade que força a vocação do negócio em gerar informação relevante e de qualidade para a tomada de decisões. Em 2023, lança a Veloe Go, marca que reúne serviços para pessoas jurídicas. Para ter Veloe e Veloe Go basta solicitar pelo nosso site.

POR: Rita Moraes
Publicado em 13/01/2024