ConexãoIn

Peder o braço foi o impulso para Kim Na-Yaoon se tornar campeã fisioculturista

A coreana Kim Na-Yoon, 27 anos, viu sua vida mudar drasticamente, após um acidente de moto, quando perdeu o braço esquerdo. O mero passeio de motocicleta com um amigo, deixo-a gravemente ferida e dois meses em um hospital.  

“Quando olhei para mim mesma sem roupas pela primeira vez no espelho sem um braço, foi horrível. Estava diante de um corpo que eu não conhecia”, disse Kim à BBC News.

Já não dava mais para seguir a carreira de cabeleleira, então ela decidiu começar a treinar. Focar em sua forma física a ajudou a ganhar força e autoconfiança, mas não seria fácil, Kim teve que reaprender a fazer com uma mão só as tarefas de casa. 

O acidente deixou também um agrave escoliose. “Por causa de escoliose severa, comecei a me exercitar. Pela manhã, fazia cardio e, depois do almoço, levantava pesos para me preparar para competição”.

Com o passar do tempo, o corpo flácido emagro foi tomando uma forma musculosa e o esforço rendeu frutos: ela acaba de ganhar um campeonato de fisiculturismo, desbancando atletas sem deficiência.

Mas, apesar disso, hoje, três anos depois do acidente, a rotina de Kim não é fácil. “É realmente possível superar uma deficiência? Bom, acho que estou no processo de superá-la”.

Todo o tempo Kim Na-Yoon tenta focar no lado positivo da vida. Depois do acidente, enquanto estava na reabilitação, ela começou a ver no sofrimento e dificuldades maiores que a sua.  “Fui para um hospital de reabilitação onde há muitos pacientes feridos em acidentes de trânsito de todo o país. Olhando para eles, me sinto envergonhada de pensar que minha vida tinha acabado. Percebi que minha deficiência não deve me desencorajar. Ao compartilhar minha história, espero dar esperança a pessoas que precisam desse incentivo. Acho que posso fazer muito mais da minha vida agora”.

Fonte: BBC News

#conexaoin

#conectadocomanoticia

POR: Rita Moraes
Publicado em 27/12/2021