ConexãoIn

Negócio da China: saiba quem são as herdeiras de terreno vendido a R$ 370 milhões

 

Controlador do Banco Real até os anos 1990 e fundador do conglomerado Alfa – que tem empresas nos ramos financeiro, hoteleiro, alimentício, agronegócio, aéreo e de mídia -, Aloysio sempre manteve a família distante dos negócios e preferiu que a gestão das empresas fosse profissionalizada.

Das cinco filhas, apenas duas se aventuraram em negócios próprios: a caçula Lúcia de Campos Faria era dona do restaurante Alucci Alucci, que fechou as portas em julho de 2017. Já Flávia Faria de Vasconcellos fundou a loja Babuska, no Rio de Janeiro.

O terreno foi comprado pelas construtoras Tegra e São José. Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, o negócio feito pelas filhas do fundador dos bancos Real e Alfa é o maior das duas últimas décadas no mercado imobiliário do Rio.

Lúcia de Campos Faria, Junia de Campos Faria Ziegelmeyer, Flávia Faria de Vasconcellos, Cláudia Faria e Eliana Faria possuem – cada uma – 20% dos negócios da família. Lúcia e Junia moram em São Paulo; Flávia, no Rio de Janeiro; Cláudia, em Nova York, nos Estados Unidos; e Eliana, em Londres, capital da Inglaterra.

 

Controlador do Banco Real até os anos 1990 e fundador do conglomerado Alfa – que tem empresas nos ramos financeiro, hoteleiro, alimentício, agronegócio, aéreo e de mídia -, Aloysio sempre manteve a família distante dos negócios e preferiu que a gestão das empresas fosse profissionalizada.

Das cinco filhas, apenas duas se aventuraram em negócios próprios: a caçula Lúcia de Campos Faria era dona do restaurante Alucci Alucci, que fechou as portas em julho de 2017. Já Flávia Faria de Vasconcellos fundou a loja Babuska, no Rio de Janeiro.

 

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 06/12/2023