ConexãoIn

Mulher é amordaçada pela American Airlines

Durante um voo da American Airlines, que ia de Dallas, no Texas, para Charlotte, na Carolina do Norte, dia 6 de abril, a tripulação precisou conter uma passageira com fita adesiva. O voou atrasou mais de 3 horas para decolar, enquanto os passageiros ouviam gritos da mulher que queria sair da aeronave.  A tripulação precisou prender uma passageira em seu assento com fita adesiva, para evitar que ela tentasse abrir a porta da aeronave em pleno ar.

A cena foi registrada em vídeo por outra passageira e postada no Tiktok, que tirou o perfil do ar. A imagem mostra a passageira com os braços e o tronco presos ao assento com fita adesiva. O material também foi usado para tapar a boca da mulher. 

Segundo a passageira que gravou o vídeo, no meio do voo ela notou que os tripulantes estavam nervosos, acendendo luzes (por volta das 1h30 locais) e procurando algo, mas não fizeram nenhum anúncio. Depois, o piloto avisou pelo sistema de som que teria havido um problema a bordo, mas não explicou qual.

Após o pouso, no momento do desembarque ela passou pela mulher, presa ao assento perto da cabine do piloto, e gravou as imagens. Em entrevista ao site americano TMZ, ela contou que ouviu de uma das comissárias de bordo que a mulher aparentava estar em surto.

Segundo relato da passageira que filmou tudo, a mulher dizia ‘eu preciso descer deste avião’ e foi até as saídas, começou a bater nas portas e dizer ‘vocês precisam me deixar sair!’

Foram necessários que cinco tripulantes se juntassem pra segurá-la. Eles, então a colocaram no assento e a prenderam com a fita, diz a mulher que filmou.

Versão da American Airlines

A companhia aérea confirmou o incidente e disse que a mulher atacou e tentou morder uma das tripulantes após “tentar abrir a porta de desembarque dianteira” e precisou ser retida “em prol da segurança dos outros passageiros e da nossa tripulação. 

POR: Rita Moraes
Publicado em 17/04/2022