ConexãoIn

Governo Federal não fornece medicamentos de alto custo há 3 anos

Doze mil pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para fornecimento de medicamentos de alto custo estão sendo afetados pelo não fornecimento desses medicamentos pelo Governo Federal. A irregularidade na entrega desses medicamentos vem ocorrendo desde 2019, conforme explica Luiz Henrique d’Utra, superintendente de Assistência Farmacêutica, Ciência e Tecnologia (Saftec), da Secretaria da Saúde do Estado.

No momento existem 16 itens de medicamentos com falta total e mais 11 em risco de desabastecimento, o que representa um valor estimado em R$ 15 milhões. São medicamentos para doenças como Alzheimer, glaucoma, HIV/Aids, doença de Parkinson e anemia falciforme, entre outros, que têm a compra centralizada no Governo Federal, que consegue fazer a aquisição por preços mais acessíveis.

O superintendente da Saftec explica que existem medicamentos cuja compra cabe aos municípios, outros ao estado e outros ainda ao Governo Federal. No caso dos medicamentos de alto custo, de responsabilidade do Governo Federal, e que estão em falta ou risco de falta, alguns importados, o estado não teria recursos para a aquisição, e alguns nem são encontrados para compra na Bahia.

#Conexaoin 

#conectadocomanoticia

POR: Rita Moraes
Publicado em 26/02/2022