ConexãoIn

Favorito por muitas celebridades, bichectomia não é pra todo mundo

Em busca pela melhor aparência, as pessoas recorrem aos procedimentos estéticos para alcançar resultados satisfatórios que melhorem a autoestima. A bichectomia é um procedimento estético bastante procurado por quem está em busca de maçãs do rosto ultra-esculpidas e é famoso entre celebridades brasileiras ou estrangeiras. Dados de 2019 da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) apontam um aumento da procura pela bichectomia em 14,25%, em dois anos. Realizada com o objetivo de conquistar um rosto mais fino, a remoção das bolsas de tecido adiposo do rosto, chamadas bolas de Bichat, é uma cirurgia irreversível. Apesar de ser relativamente simples e pouco invasiva, alguns especialistas alertam que há certa banalização do seu uso e afirmam que, em alguns casos, a bichectomia pode trazer muita decepção. 

De acordo com a dermatologista Rebeka Sobral, a gordura retirada pela operação cirúrgica é essencial para a sustentação do rosto, o que em longo prazo pode impactar na sustentação facial, causando envelhecimento precoce. Por isso, Rebeka enfatiza que nem todo mundo tem indicação de realizar a bichectomia. “Ela só deve ser feita em pacientes com indicação precisa. Fora disso, encontramos pacientes com piora da flacidez facial e até mesmo com o aparecimento dela, pois as bolas de Bichat são de extrema importância para a sustentação da face. Com o passar do tempo, ela fará muita falta”, alerta.

Apesar de muitas pessoas recorrerem à cirurgia para fins puramente estéticos, Rebeka afirma que a principal indicação para o procedimento é funcional. “Sua principal indicação é para casos em que há excesso de gordura na região, nos quais o indivíduo morde involuntariamente a parte interna das bochechas”, revela. Em contrapartida, a especialista indica tratamentos alternativos à bichectomia que garantem resultados satisfatórios e evitam complicações e riscos à saúde.  

Tratamentos alternativos à bichectomia

Rebeka afirma que fugir da bichectomia desnecessária e recorrer a tratamentos com técnicas consagradas garante resultados muito mais satisfatórios e duradouros. Confira alguns tratamentos que proporcionam harmonia facial sem a necessidade de passar por uma cirurgia.

MD Codes

Uma das técnicas apontadas pela dermatologista para conquistar uma aparência mais harmônica no rosto é o MD Codes. Minimamente invasivo, o procedimento permite o emagrecimento de áreas importantes e ainda promove o rejuvenescimento e sustentação da face. O método promove um efeito de elevação dos tecidos da face de valorização dos seus contornos, deixando-a com a aparência jovial e natural. Realizada com aplicações de ácido hialurônico, o MD Codes traz benefícios como: melhora na sustentação e no contorno facial, prevenção da ocorrência precoce de flacidez e rugas, além de minimizar rugas já existentes.

Fios de PDO

A médica ainda cita o uso da técnica de fios de PDO. Através dela, é possível reposicionar os tecidos da face, criando um efeito ‘lifting’ sem a necessidade de cirurgia. A técnica é usada para tratar as linhas finas, rugas do sorriso, flacidez de pescoço e papada. 

Empiers

Rebela explica que os esvaziadores de gordura, bastante utilizados atualmente, chamados emptiers, compactam a gordura facial reduzindo bastante o volume. O Emptiers tem o poder de esculpir e definir o contorno facial, causando um efeito de leveza e afinamento do rosto. Este  é o procedimento alternativo mais utilizado para cirurgias de bichectomia. Realizado em consultório e sem cortes, os resultados dos Emptiers são progressivos. A técnica é realizada ao aplicar, localmente, substâncias injetáveis capazes de reduzir gordura localizada facial.

POR: Rita Moraes
Publicado em 04/05/2022