ConexãoIn

Domingos de Oliveira, um dos maiores cineastas brasileiros, chega em seis filmes no streaming Petra Belas Artes À La Carte!

A partir de amanhã, 07 de outubro, o Belas Artes À La Carte inicia uma homenagem ao diretor brasileiro Domingos de Oliveira (1935–2019), com a chegada do primeiro dos seis filmes dele que entrarão para o cardápio do streaming. Com um filme por semana, entre os meses de outubro e novembro, este conjunto de obras de Domingos chegará ao À La Carte nesta ordem: “Teu Tua” (1977), “A Culpa” (1971), “As Duas Faces da Moeda” (1969), “Infância” (2014), “Feminices” (2004) e “Carreiras” (2005).

Nome essencial na História do cinema brasileiro, Domingos de Oliveira – que teria completado 86 anos no último 28 de setembro – sempre será lembrado, principalmente, como o diretor do clássico filme “Todas as Mulheres do Mundo”, um dos mais cultuados filmes nacionais de todos os tempos, obra que tornou famosa a atriz Leila Diniz. Mas a sua atuação no universo audiovisual vai muito mais além. Domingos foi um dos únicos artistas brasileiros a ter uma carreira de sucesso em três meios diferentes: cinema, teatro e televisão. Em uma carreira de quase 60 anos, ele escreveu mais de vinte peças e dirigiu mais de cinquenta, publicou cinco livros e dirigiu dezoito longas-metragens. Ele também participou de cerca de cinquenta filmes para a TV, como roteirista ou como diretor.

Com estas seis obras-primas, todo o humor, romantismo e inteligência do querido e saudoso Domingos de Oliveira estarão, enfim, representados no streaming dos melhores filmes, que toda semana inclui em seu cardápio uma joia do cinema brasileiro. No À La Carte, você acessa a retranca “Gigante pela própria natureza” e encontra num só lugar dezenas de cults e clássicos do nosso amado cinema nacional.   

Sobre cada filme:

Dia 07 de outubro – “Teu Tua” é uma comédia dividida em um prólogo e três episódios livremente inspirados na obra de Arthur Azevedo, Fyodor Dostoevsky e Molière, ambientados em quatro épocas: pré-história, século XIX, década de 1950 e anos 70. O elenco tem grandes nomes do cinema, teatro e TV, como Louise Cardoso, Marco Nanini, Armando Bógus, Luiz Fernando Guimarães, Jorge Dória e Fábio Sabag. Depois deste filme, que teve o título provisório de “Operação Ciúme”, o diretor Domingos de Oliveira passou por um hiato de quase 20 anos sem filmar, retornando a fazer cinema apenas em 1998, com o aclamado longa “Amores”.

Dia 14 de outubro – “Infância” é uma adaptação da peça teatral “Do Fundo do Lago Escuro”, escrita pelo próprio Domingos de Oliveira em 1977, cuja primeira montagem teve Fernanda Montenegro interpretando a personagem Conceição. Apesar de se conhecerem há mais de 50 anos, esta foi a primeira vez em que o diretor Domingos de Oliveira e Fernanda Montenegro trabalharam juntos no cinema. A personagem Dona Mocinha, interpretada por Fernanda Montenegro, foi inspirada em Eugênia, a avó de Domingos de Oliveira, também conhecida como Dona Sinhá. 

Além de Fernanda Montenegro, o elenco reúne nomes como Paulo Betti, Nanda Costa, Maria Flor e Priscilla Rozenbaum. Vencedor de 4 Prêmios no Festival de Gramado: Melhor Roteiro, Melhor Montagem, Melhor Ator Coadjuvante para Paulo Betti e Menção Honrosa para Fernanda Montenegro.

Dia 21 de outubro – “A Culpa” tem como protagonistas Dina Sfat, Paulo José e Nelson Xavier. Vencedora do prêmio APCA e do troféu Candango no Festival de Brasília 1971, a bela direção de fotografia leva a assinatura do talentoso Rogério Noel, que faleceu precocemente, aos 22 anos. Dina Sfat ganhou o Prêmio Air France de Cinema 1972. A trilha musical foi composta por Nelson Ângelo, que mais tarde viria a se tornar parceiro da cantora e compositora Joyce.

Dia 28 de outubro – “A Duas Faces da Moeda” tem argumento original de Domingos de Oliveira, com roteiro dele em parceria com Joaquim Assis. O elenco principal tem a presença de Adriana Prieto (1950–1974), uma das atrizes mais requisitadas do cinema brasileiro da época, falecida precocemente, aos 24 anos, vítima de um acidente automobilístico. No papel do noivo de Dorinha (Adriana Prieto) está Oduvaldo Vianna Filho (1936-1974), também conhecido como Vianinha, um importante dramaturgo, ator e diretor de teatro e televisão brasileiro, criador da famosa série “A Grande Família”, cuja versão original estreou na TV nos anos 1970. A atriz que interpreta a garota intelectual, colega de trabalho de Dorinha, é Nazareth Ohana (1942–1978), mãe da também atriz Cláudia Ohana.

Dia 11/11 – “Carreiras” tem roteiro escrito pelo diretor Domingos de Oliveira, livremente inspirado na peça “Corpo a Corpo”, de Oduvaldo Vianna Filho. Prêmios: Kikito de Melhor Atriz para Priscilla Rozenbaum no Festival de Gramado 2005; Melhor Filme no Festival de Cinema Brasileiro de Paris 2006; Melhor Atriz para Priscilla Rozenbaum no FIC Brasília 2005.

Dia 18/11 – “Feminices” é baseado na peça “Confissões das Mulheres de 40”, de Clarice Niskier. Dez anos após montarem a peça teatral “Confissões de Mulheres de 30”, quatro amigas decidem se reencontrar para escrever um novo espetáculo. Essas corajosas atrizes reúnem-se na pesquisa de um tema provocante, com base no comportamento e intimidades femininas, e se colocam em busca de um diretor. O que elas não sabiam é que o diretor transformaria a montagem teatral em um “documentário confessional de caráter ficcional” sobre o comportamento feminino e a própria feminilidade. Com o próprio Domingos de Oliveira no papel do diretor da peça, as quatro mulheres da história são as atrizes Priscilla Rosenbaum, Dedina Bernadelli, Clarice Niskier e Cacá Mourthé. Prêmio: Melhor Filme pelo júri popular na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2004. 

 

Sinopses:

 

Teu Tua

Brasil, 1977, cor, 85 min., comédia, idioma: português.

Direção: Domingos de Oliveira

Elenco: Marco Nanini, Louise Cardoso, Luiz Fernando Guimarães, Armando Bógus e Jorge Dória.

Grupos de diferentes faixas de idade, em diferentes épocas, todos envolvidos com um inimigo comum: o ciúme. Aquele monstro cabeludo, invencível e metafísico chamado ciúme, que atravessa a história do mundo, talvez mudando de forma, porém, sem sofrer derrotas… O filme se divide em 1 prólogo e 3 episódios, ambientado em 4 épocas: pré-história, século 19, anos 50 e atualidade.

 

Infância

Brasil, 2014, cor, 104 min., drama, idioma: português.

Direção: Domingos de Oliveira

Elenco: Fernanda Montenegro, Maria Flor, Nanda Costa, Paulo Betti, Raul Guaraná e Priscilla Rozenbaum.

Entre um discurso e outro de Carlos Lacerda contra o governo, Dona Mocinha precisa lidar com os problemas financeiros e pessoais de sua família. Enquanto que sob os olhos de seu neto, o pequeno Rodrigo, a única coisa que importa é descobrir o paradeiro de sua cadelinha.

 

A Culpa

Brasil, 1971, cor, 80 min., drama, idioma: português.

Direção: Domingos de Oliveira

Elenco: Dina Sfat, Paulo José, Nelson Xavier, Adolfo Arruda, Sergio Brito e Eugênia Tavares. 

Os irmãos Heitor e Matilde esperam ansiosos para receber a herança do pai. Para agilizar o processo, os dois e o namorado de Matilde, Henrique, assassinam o pai deles. Ao longo dos dias, bilhetes com ameaças dizendo saber o que aconteceu passam a assustá-los. Henrique e Heitor começam a desconfiar um do outro.

 

As Duas Faces da Moeda

Brasil, 1969, p/b,

Direção: Domingos de Oliveira

Elenco: Adriana Prieto, Fregolente, Oduvaldo Vianna Filho, Neuza Amaral e Jorge Dória.

Funcionário público sonha com o Anjo da Morte, que lhe avisa que ele terá menos de 24 horas de vida. Acreditando no sonho, ele passa a tomar as providências: pede demissão do trabalho, pega dinheiro no banco e dá para sua filha se casar, e se encontra com o amante da esposa para conversar sobre o caso.

 

Carreiras

Brasil: 2005, cor, 72 min., drama, idioma: português.

Direção: Domingos de Oliveira

Elenco: Priscilla Rozenbaum, Domingos de Oliveira, Maria Ribeiro e Paulo Carvalho.

Cheirando gramas de cocaína, Ana Laura, 40 anos, linda e bem-informada, âncora de televisão, enfrenta sua “longa noite de loucuras” tentando romper com o “sistema”. Sua mágoa é ter perdido seu status dentro da emissora em que trabalha, sendo agora preterida por moças mais jovens. No raiar da manhã, uma surpresa a espera, fazendo reverter o rumo dos acontecimentos.

 

Feminices

Brasil, 2004, cor, 72 min., comédia, idioma: português.

Direção: Domingos de Oliveira

Elenco: Priscilla Rosenbaum, Dedina Bernadelli, Clarice Niskier e Cacá Mourthé.

Dez anos após montarem a peça teatral Confissões de Mulheres de 30, quatro amigas decidem se reunir para escrever uma nova peça: Confissões de Mulheres de 40. Quatro corajosas atrizes reúnem-se na pesquisa de um tema provocante, o comportamento e intimidades das mulheres, e estão na busca de um diretor para a peça. O que elas não sabiam é que o próprio diretor transformaria a montagem teatral em documentário cinematográfico, um “documentário confessional de caráter ficcional” sobre o comportamento feminino e a própria feminilidade.

 

Serviço:

Planos de assinatura com acesso a todos os filmes do catálogo em 2 dispositivos simultaneamente.

Valor assinatura mensal: R$ 9,90 | Valor assinatura anual: R$ 108,90

Super Lançamentos: Com valores variados, a sessão ‘super lançamentos’ traz os filmes disponíveis no cardápio para aluguel por 72hs.

Para se cadastrar acesse: www.belasartesalacarte.com.br e clique em ASSINE.

Ou vá direto para a página de cadastro:

https://www.belasartesalacarte.com.br/checkout/subscribe/signup

Aplicativos disponíveis para Android, Android TV, IPhone, Apple TV e Roku. Baixe Belas Artes À LA CARTE na Google Play ou App Store.

Sobre o À LA CARTE 

À LA CARTE é um streaming de filmes pensado para quem ama cinema de verdade. Seu catálogo, que já conta com cerca de 400 títulos,e inclui filmes de todos os cantos do mundo e de todas as épocas: contemporâneos, clássicos, cults, obras de grandes diretores, super premiados e principalmente aqueles que merecem ser revistos e que tocam o coração dos cinéfilos. Além de pelo menos quatro novos filmes que entram semanalmente no catálogo, há também a possibilidade do aluguel unitário, que são os Super Lançamentos: um espaço para filmes que estreiam antes dos cinemas; simultâneos ao cinema; filmes inéditos no Brasil, entre outras modalidades. Outro diferencial são as mostras de cinema, recentemente o À LA CARTE trouxe especiais dedicados à cinematografia francesa, italiana, coreana e espanhola. O À LA CARTE foi criado no final de 2019 e integra o Belas Artes Grupo, que inclui também a Pandora Filmes e o Cine Petra Belas Artes, um dos mais tradicionais e queridos cinemas de rua de São Paulo.

#conexaoin

#conectadocomanoticia 

POR: Rita Moraes
Publicado em 27/10/2021