ConexãoIn

Conheça o Short Stay, nova modalidade que tem aquecido o mercado imobiliário

Enquanto o verão aquece as terras brasileiras, Salvador emerge como um dos destinos mais procurados por turistas em 2024. A capital da Bahia, conhecida por sua rica herança cultural, praias deslumbrantes e pela maior festa de rua do mundo, o Carnaval, conquista a atenção de viajantes nacionais e internacionais que buscam uma experiência única e cheia de energia durante a estação mais quente do ano.

A alta temporada também é o cenário perfeito para se investir no Short Stay, também chamado de estadias de curtas temporadas, uma das novas tendências do mercado imobiliário que está revolucionando a maneira como as propriedades são gerenciadas e como os investidores enxergam oportunidades no setor.

O Short Stay nada mais é que o aluguel de propriedades por períodos mais curtos, geralmente por diárias ou semanas, em oposição aos contratos de locação de longo prazo. O processo é realizado de forma digital e com contratos simplificados, oferecendo maior flexibilidade para os locatários e proprietários. Uma possibilidade de garantir estadias mais adaptadas às necessidades e disponibilidade do visitante. Com essa nova modalidade, os empreendimentos para curta temporada emergem como protagonistas e oferecem uma abordagem flexível.

Seja para viagens de lazer, trabalho ou uma pausa rápida na rotina, esses imóveis têm conquistado espaço significativo, transformando a paisagem do setor de hospitalidade. Para o empresário Francisco Carozzo, um dos líderes da Carozzo Desenvolvimento Imobiliário, o investimento nessa nova tendência gera diversos benefícios tanto para os investidores imobiliários quanto para os hóspedes, oferecendo oportunidades inovadoras para os proprietários e uma nova experiência para os viajantes.

“Os investidores conseguem ter mais controle sobre a gestão de suas propriedades, podem aproveitar a crescente demanda para maximizar a rentabilidade de suas propriedades ajustando as tarifas de acordo com a demanda, especialmente em épocas de alta procura, atraindo diferentes perfis de hóspedes, desde turistas a profissionais em viagens de negócios, além de fazerem com que a ocupação contínua se torne mais fácil de ser mantida”, explica Francisco.

O empresário ainda destaca que essa mudança  se alinha com o estilo de vida dinâmico e acelerado dos dias atuais, visto que essas propriedades frequentemente oferecem comodidades modernas, como Wi-Fi, limpeza regular e infraestrutura completa, proporcionando aos inquilinos uma experiência mais confortável e prática. “Essa nova tendência proporciona uma experiência única de hospedagem que se alinha perfeitamente ao estilo dos viajantes contemporâneos. Ao mesmo tempo que se beneficiam da economia com os custos de hospedagem tradicionais, desfrutam de mais espaço e privacidade do que oferecem os quartos de hotel convencionais, tendo a oportunidade de explorar mais a fundo a cultura local e experimentar a vida cotidiana, o que contribui para uma experiência mais enriquecedora”, declara Carozzo.

O Short Stay está remodelando a maneira como as pessoas encaram o mercado imobiliário. Esse modelo de negócios está revolucionando a maneira como as propriedades são gerenciadas e como os investidores enxergam oportunidades no setor. À medida que essa tendência se consolida, é esperado que o mercado imobiliário continue a evoluir para atender às demandas da sociedade moderna que busca por estadias mais personalizadas e que desempenham um papel essencial na narrativa futura da indústria de hospitalidade, oferecendo uma variedade de escolhas que prometem tornar cada estadia uma aventura inesquecível.

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 28/01/2024