ConexãoIn


Circuito Baiano de Surf reuniu atletas e premiou vencedores em 11 categorias

107 atletas participaram da 2ª edição do Bahia Surf Festival, competição que integra o Circuito Baiano de Surf. Realizado entre os dias 19 e 21 de agosto (sexta-feira até domingo) na praia de Ipitanga, em Lauro de Freitas, o evento premiou participantes em nove categorias no surfe: Sub 08, Sub 10, Sub 12, Sub 14, Sub 16, Sub 18, Master, Feminino e Local, além de duas no long board, nas modalidades Feminino e Open.

“Foi uma grande festa da modalidade, um verdadeiro sucesso. Premiamos atletas das mais diversas gerações e demos oportunidade para todos disputarem. Pois surfe é isso, inclusão e senso de comunidade”, celebra o Presidente da Federação Baiana de Surf, Marcelo Barros.

Na categoria mais concorrida, o Sub 16, concorreram 21 atletas em quatro fases. O surfista Miguel Cerqueira liderou de ponta a ponta, e venceu em todas. Na final, bateu a nota 9.15, superando outros três finalistas. Sua maior performance, curiosamente, foi na semifinal, quando pontuou 10.75. “Em oportunidades como essa, podemos estar presenciando a performance de um futuro medalhista olímpico ou competidor da WSL, maior competição do mundo. O Miguel é muito talentoso e foi bastante dominante na competição”.

Quem também celebrou o evento foi o Romilson Augusto dos Santos, criador do Bahia Surf Festival. “A primeira edição, em 2021, foi um sucesso, mas para a segunda precisávamos de mais, principalmente para sacramentar o Circuito Baiano no calendário do esporte local. Diante de tantos participantes e tantas modalidades em disputa, fica inevitável não celebrar o êxito, de um esporte que só cresce e vem reivindicando seu espaço”.

“A expectativa só aumenta para a segunda etapa desse circuito. Com mais ritmo competitivo, tenho certeza que teremos grandes duelos e manobras. Assim como valeu a pena prestigiar na Praia de Ipitanga, tenho certeza que em Itacimirim será outra grande festa”. Declara o empresário Renato Paixão, da Renatex Beach Business, cocriador do BSF.

Quem também celebrou o evento foi o CEO da MTEBRASIL, Paulo Sergio dos Santos. “O nível técnico foi muito bom, do sub 08 até o master. Já ansioso para prestigiar, não só a etapa seguinte, como a próxima edição. Feliz em prestigiar o crescimento da modalidade na Bahia”.

Etapas no Litoral Norte

Após a primeira etapa, em Ipitanga, outros dois eventos completam o circuito: em setembro Itacimirim e novembro Imbassaí. Na competição, as mesmas regras e regulamentos serão aplicadas.

Organizado pela Federação Baiana de Surf (FBSurf), entidade que representa e organiza o surf baiano desde 1976, o evento tem o apoio do Governo da Bahia através da Superintendência do Desporto do Estado da Bahia – Sudesb/SETRE e a Secretaria Municipal do Trabalho, Esporte e Lazer-SETREL/Prefeitura de Lauro de Freitas.

Vencedores

Surfe

Sub 08: Davi Lucca

Sub 10: João Jesus

Sub 12: Bernardo Bicalho

Sub 14: Vitor Gabriel

Sub 16: Miguel Cerqueira

Sub 18: Hawaii Chan

Master: Wallace Sampaio

Feminino: Deyse Costa

Local: Adson Mauricio

Long board

Feminino: Claudia Silva

Open: Daniel Almeida

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 24/08/2022