ConexãoIn

Chacina em condomínio de luxo em Porto Alegre

O empresário Octávio Driemeyer Junior é o suspeito da morte de cinco membro da família que moravam na mesma casa, um triplex, em um condomínio de luxo, bairro Santa Tereza, em Porto Alegre.

A polícia foi chamada ao local pela única sobrevivente e encontrou cinco corpos em um mesmo andar da casa, mas vários cômodos da residência.

Segundo relatos da única, uma mulher parente da família  e que trabalhava na casa. Octávio teria atirado com uma espingarda na sua esposa de 45 anos, na sogra de 81, na sua mãe de 71 anos, seu filho adolescente de 14 anos, e depois tirou a própria vida.

Em depoimento ao delegado Rodrigo Pohlmann Garcia, titular da 4ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (4ª DHPP), a sobrevivente relatou que, na noite anterior ao crime, tomou um medicamento para dormir oferecido pelo homem, mas não suspeitou da atitude dele. A mulher disse que não sentiu nenhum efeito da medicação. A polícia irá investigar se as vítimas também foram medicadas, pois todas estavam dormindo.

Ele é dono Da DRIEMEYER DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS LTDA, Abastesul, representação de alimentos, fundada em 2020 e possui 8 processos na justiça.

De acordo com a Polícia Civil, as informações levantadas até agora mostram que Octávio Driemeyer Júnior estava endividado e recentemente tinha recebido a notícia de umgerente bancário de que o montante devido chegara a aproximadamente R$ 30 milhões

POR: Rita Moraes
Publicado em 27/04/2022