ConexãoIn

Arquiteto Daniel Santana dá dicas de como utilizar a iluminação como elemento decorativo

A iluminação é um aspecto importante do design de interiores, pois pode realçar a beleza e a funcionalidade dos espaços. O arquiteto Daniel Santana explica como usar a luz de forma criativa e harmoniosa para criar ambientes aconchegantes e elegantes.

Segundo ele, é preciso considerar alguns fatores na hora de planejar a iluminação, como o estilo, a cor, a intensidade e a direção da luz. Ele sugere que se use diferentes tipos de luminárias, como pendentes, arandelas, abajures e spots, para criar contrastes e efeitos visuais.

Além disso, ele recomenda que se aproveite a luz natural, que traz sensação de amplitude e bem-estar. Por fim, ele destaca que a iluminação deve estar de acordo com o propósito e o clima de cada cômodo, valorizando os objetos e as cores escolhidos para a decoração.

Neste residencial Daniel criou um projeto de iluminação, buscando uma estética clean, elegante e contemporânea. Na sala de estar, o painel de mármore com quadros recebeu leds indiretas que valorizam a textura da pedra. O pendente em círculos traz um toque orgânico ao ambiente, que também conta com a luz natural abundante. A iluminação indireta e suave cria um clima aconchegante na sala.

 

Na sala de jantar, a iluminação embutida no teto com facho marcado, valorizam o ripado e destacam o buffet, enquanto os pendentes de madeira combinam com o teto e conferem elegância e modernidade ao espaço, além de valorizar o pé direito da planta.

Na cozinha, além da iluminação no teto, há também pendentes diretos na bancada, que facilitam o dia a dia.

No banheiro da suíte master, a iluminação foi pensada para proporcionar uma atmosfera relaxante, com luzes nos degraus da escada que leva à hidromassagem e no painel ripado em torno do espelho.

Crédito das fotos: @zehcastedo

Serviço
Arquiteto Daniel Santana
@arquitetodanielsantana

Informações à imprensa
Paris Comunicação
@paris_comunicacao

POR: Rita Moraes
Publicado em 07/12/2023