ConexãoIn

Aeroporto de Miami conta com cães farejadores para Covid-19

O Aeroporto Internacional de Miami, o maior aeroporto da Flórida divulgou que cães farejadores treinados para detectar passageiros que possam estar contaminados com o vírus da COVID-19 agora ficarão posicionados nos controles de segurança dos terminais, inicialmente por um período de testes durante o mês de setembro.

Em uma parceria com a Florida International University (FIU), Global Forensic and Justice Center (GFJC) e a American Airlines, o aeroporto será pioneiro na utilização de cachorros para fazer a detecção do vírus. O Pastor Holandês One Betta e o Pastor Malinois Belga Cobra foram treinados para identificar o indivíduo contaminado, que sofre mudanças metabólicas e libera odores que podem ser identificados por estes cães. Caso os cachorros detectem o odor, o indivíduo será submetido à um teste rápido da Covid-19.

De acordo com o comunicado publicado pelo aeroporto, os cães atingiram níveis de precisão entre 96% e 99% durante a fase de testes.

Eles foram colocados à prova no próprio terminal, em um ponto de segurança utilizado pelos funcionários do aeroporto. Essa fase do teste e processo de adaptação durará 1 mês e se os resultados seguirem agradando as autoridades, mais cachorros serão espalhados pelos terminais do aeroporto.

A utilização de cães para detecção da COVID-19 não é exclusiva de Miami, o Aeroporto de Dubai conta com essa ajuda desde agosto de 2020.

#conexaoin

#conectadocomanoticia 

POR: Rita Moraes
Publicado em 13/09/2021