ConexãoIn

Piloto ou co-piloto teriam derrubado avião chinês que matou 132 pessoas

A investigação sobre a queda do Boeing 737-800, um voo chinês, que tinha como destino a cidade de Guangzhou, apontam que o avião foi derrubado propositalmente, de acordo com as informações divulgada pelo jornal norte-americano Wall Street Journal.

O acidente aconteceu em março deste ano e foi filmada por pessoas. Os destroços do Boeing 737-800, do vôo MU5735, se chocou em uma montanha de Whouzou quando viajava entre Kunming (sudoeste) e Cantão (sul).

Autoridades especializadas dos Estados Unidos dos analisaram o acidente e concluíram que a queda foi ocasionada por alguém que estava no cockpit da aeronave pertencente à China Eastern.

Os dados da única caixa preta recuperada também apontam que há chance de que o uso de controles empurraram o avião para o mergulho fatal.

Na hora da queda, o Boeing, que estava a uma altura elevada, mudou de repente o destino e caiu verticalmente, chocando-se a uma velocidade elevada com uma montanha. “O avião fez o que foi mandado por alguém na cabine”, informou a pessoa envolvida na análise da caixa preta.

O radar de controle de área de Guangzhou mostrou um aviso de ‘desvio’ de altitude de comando, a aeronave deixou a altitude de cruzeiro, o controlador chamou a tripulação imediatamente, mas não recebeu resposta”.

Caixa-preta do avião

Uma das caixas-pretas do Boeing 737-800 da Eastern China Airlines foi recuperada por forças de resgate que fazem as buscas no local do acidente, foi o que informou nesta quarta-feira, 23, a Administração da Aviação Civil da China (CAAC).

A aeronave estava equipada com duas caixas-pretas: uma na parte posterior da cabine de passageiros, que registra os dados do voo, e outra na cabine de comando, que tem um gravador incorporado.

Apesar de ter sido encontrada, a porta-voz da CAAC, Liu Lusong, informou que o estado da caixa-preta, no entanto, é ruim.

“Uma caixa-preta do voo da MU5735 da China Eastern Airlines foi encontrada em 23 de março, mas ela está muito danificada, e não sabemos ainda se se trata da caixa-preta que gravou as conversas entre o piloto e a torre de controle”, disse Lusong.

O acidente matou as 132 pessoas que estavam a bordo e consternou o país oriental. 

POR: Rita Moraes
Publicado em 19/05/2022