ConexãoIn

Petra Belas Artes disponibiliza clássicos premiados em Cannes a preços acessíveis

A partir de quinta, 14, está cheio de clássicos! “A Aventura”(1960), de Michelangelo Antonioni, Prêmio do Júri em Cannes; “A Balada de Narayama”(1983), de Shohei Imamura, Palma de Ouro em Cannes; “O Grande Segredo”(1946), de Fritz Lang, estrelado por Gary Cooper; e “O Assassinato de Trotsky”(1972), de Joseph Losey, com Richard Burton, Alain Delon e Romy Schneider!

Para ter acesso aos conteúdos a pessoa se cadastra e faz um plano de assinatura com acesso a todos os filmes do catálogo em 2 dispositivos simultaneamente. O valor mensal é de apenas R$ 9,90 e o valor anual de R$ 108,90.

Para se cadastrar acesse: www.belasartesalacarte.com.br e clique em ASSINE. 
Ou vá direto para a página de cadastro: https://www.belasartesalacarte.com.br/checkout/subscribe/signup 

Sinopse dos filmes:

-“A Aventura”(Itália/França, 1961), de Michelangelo Antonioni, é um dos filmes preferidos de Martin Scorsese, que declarou: “este filme me causou um dos impactos mais profundos que eu já tive no cinema”. Vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Cannes, este grande clássico marca a primeira parceria de Antonioni com sua musa, a atriz italiana Monica Vitti. “A Aventura” está incluído entre os “1001 filmes que você deve ver antes de morrer”, no famoso livro de Steven Schneider. 

-“A Balada de Narayama“(Japão, 1983), de Shoei Imamura, filme vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes 1983, é uma refilmagem de outro longa homônimo, de 1958, dirigido por Keisuke Kinoshita. O longa de Imamura foi incluído no famoso livro os “1001 filmes que você deve ver antes de morrer”, de Steven Schneider. 

-“O Grande Segredo”(EUA, 1946), é uma produção americana do grande diretor alemão Fritz Lang, o mesmo de clássicos eternos como “Metrópolis”(1927) e “M, O Vampiro de Dusseldorf”(1931). “O Grande Segredo”, estrelado pelo grande astro hollywoodiano Gary Cooper, é um de guerra e espionagem, inspirado nas operações do Serviço Secreto Americano (OSS) na Europa ocupada pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. 

-“O Assassinato de Trotsky”(Inglaterra, 1972), de Joseph Losey, teve o papel de Leon Trotsky inicialmente oferecido pelo diretor a Dirk Bogarde, com quem havia feito outros cinco filmes, mas o ator recusou. Losey então convidou Richard Burton, com quem já havia trabalhado em “O Homem que Veio de Longe”. A bela direção de fotografia é assinada pelo italiano Pasqualino De Santis, o mesmo de “Morte em Veneza”. 

Sinopses: 

A AVENTURA 
(L’avventura)  
Itália/França, 1960, 135 min., p/b, drama, idioma: italiano (legendado), 12 anos. 
Direção: Michelangelo Antonioni 
Elenco: Monica Vitti, Gabriele Ferzetti e Lea Massari. 

Um grupo de italianos ricos está em um cruzeiro pela costa da Sicília, quando uma das integrantes desaparece misteriosamente. Enquanto seu namorado e sua melhor amiga a procuram pela Itália, eles começam a ter um caso. 

A BALADA DE NARAYMA 
(Narayama Bushikou) 
Japão, 1983, cor, 131 min., drama, idioma: japonês (legendado), 14 anos. 
Direção: Shohe Imamura 
Elenco: Sumiko Sakamoto, Ken Ogata e Takejo Aki. 

Uma pequena cidade japonesa segue uma tradição: aquele que completa setenta anos deve deixar a vila e ir até o topo de uma montanha para encontrar a morte. Quem se recusa a cumprir a regra traz desgraça para sua família. Orin tem sessenta e nove anos e no inverno chegará sua vez de subir o monte. Mas sua maior preocupação no momento é encontrar uma esposa para seu filho mais velho. 

O GRANDE SEGREDO 
(Cloak and Dagger) 
EUA, 1946, p/b, 106 min., suspense, idiomas: inglês, alemão e italiano (legendado), 14 anos. 
Direção: Fritz Lang 
Elenco: Gary Cooper, Robert Alda e Lilli Palmer. 

Um cientista americano vai para a Europa em busca de seu amigo que foi capturado por nazistas para construir uma bomba atômica. 

O ASSASSINATO DE TROTSKY 
(The Assassination of Trotsky) 
Inglaterra/França/Itália, 1962, cor, 103 min., suspense, idiomas: inglês e espanhol (legendado), 14 anos. 
Direção: Joseph Losey 
Elenco: Richard Burton, Alain Delon e Romy Schneider. 

Um filme policial que revela e reconstrói, em detalhes, os eventos que precederam o assassinato do líder socialista Leon Trotsky, no México, um dos mais sangrentos crimes políticos do século 20. 

#conexaoin99

#conectadocomanoticia

POR: Rita Moraes
Publicado em 15/05/2020