ConexãoIn

O amor venceu: Princesa Mako, da familia imperial japonesa se casa com plebeu e abdica do título de Princesa

A filha sobrinha do imperador Najurito, Mako, de 30 anos, renunciou ao título de princesa e pagou U$ 1 milhão de dólares, para se casar com o seu amor e ex-colega de faculdade, Kei Komoro. Com essa atitude,  Mako venceu os preconceitos e a forte perseguição da imprensa do país oriental pela origem humilde do noivo. Em cerimônia simples e discreta, em outubro, a ex-princesa deu sim a seu amor de faculdade. Em entrevista à imprensa, Mako disse que toda essa exposição a fizeram sofrer um grande medo, estresse e tristeza. “Kei é insubstituível para mim. Para nós, o casamento é uma escolha necessária para viver enquanto apreciamos nossos corações”, disse ela.

Juntos desde 2012, eles se conheceram em uma viagem de estudos e a origem humilde de Kei Komuro foi o suficiente para a imprensa japonesa buscar toda e qualquer informação possível sobre o pretendente da princesa. Quando anunciaram o noivado em 2017, dois meses depois surgiram notícias de que Kei Komuro e sua mãe deviam uma alta quantia em dinheiro. Isso foi o suficiente para que parte da população se declarasse contra o casamento. O casal adiou a cerimônia, alegando que era muito cedo e os dois ainda se julgavam imaturos para casar e, em 2018, Komuro se mudou para Nova York, onde estudou direito. 

De volta para o casamento este ano, Kei Komuro não foi bem recepcionado pela mídia e sociedade japonesa, especialmente pela escolha de roupas informais e usar um rabo de cavalo como penteado. Houve pelo menos um protesto no dia do casamento, onde algumas pessoas levaram cartazes com as frases  “Proteja nossa casa” e “A família imperial é a alma do Japão”.

Komuro, que cortou o rabo de cavalo antes do casamento, jurou proteger e apoiar sua esposa. “Eu amo Mako”, disse ele. “Eu quero passar a única vida que tenho com quem eu amo.” O casal deve se mudar para os Estados Unidos, onde Komuro trabalha como advogado e a viagem vai render a solicitação do primeiro passaporte de Mako. A mudança rendeu comparações com a realeza britânica Meghan Markle e o Príncipe Harry, dando aos recém-casados ​​o apelido de “Harry e Meghan do Japão”.

A regra que vale para as mulheres da corte não é a aplicada para os homens. De acordo com a lei japonesa, as mulheres da família real, caso casem com alguém que não pertença à realeza, são obrigadas a abdicar do seu estatuto. Contudo, a mesma regra não se aplica aos homens. 

Quem é Mako

Kito Mako Komoro é filha mais velha atual Imperador do Japão Fumijito Akshino (filho do imperador Akhito) com a princesa Kito e é membro da família imperial japonesa. Ela é sobrinha do atual imperador Naruhito e a neta mais velha do imperador emérito Akihito e da imperatriz emérita Michiko. Agora, ex-princesa Mako de Akishino nasceu em 23 de outubro de 1991 e é formada pela Divisão de Artes e Ciências, pela Faculdade de Artes Liberais da International Christian University e é PHD na área. 

E assim como seus pais, ela também carrega algumas posições honorárias e similares. Sendo elas: Patrono da Associação Japonesa de Kōgei, Patrono Honorário da Associação de Tênis do Japão, Pesquisador afiliado do Museu da Universidade, Universidade de Tóquio.

O Príncipe Akishino, ocupa posições várias posições honorárias e similares, acho que devido a sua posição um pouco menos carregada já que não faz parte da linhagem direta da sucessão. Entre as posições ocupadas podemos citar: Patrono da Associação de Silvicultura do Japão, Patrono da Associação Japonesa de Jardins Botânicos, entre outros títulos.

Akihito concluiu a educação na Universidade de Gakushuin, em 1956. Em junho de 1953, Sua Majestade o Imperador, na época o príncipe herdeiro, representou o Japão na coroação da rainha Elizabeth II do Reino Unido, e para isto fez sua primeira viagem ao exterior. Também nesta ocasião ele viajou para outros 13 países da Europa e América do Norte. Eles, o Imperador e a Imperatriz, visitaram 57 países em mais de cinco décadas.

Imperatriz Michiko Shoda, que nasceu em Tóquio em 20 de Outubro de 1934, a filha mais velha de Hidesaburo Shoda. E em 1959 se casou com o atual imperador, Akihito.

A imperatriz possui a posição honorária de Presidente Honorário da Sociedade da Cruz Vermelha Japonesa, uma posição altamente digna. Ela é Graduada pelo Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras na Faculdade de Letras da Universidade do Sagrado Coração, Tóquio, 1957.

Atual Imperador e o herdeiro do trono japonês

O imperador Naruhito do Japão proclamou sua entronização, em 2019,  durante uma suntuosa cerimônia no palácio imperial de Tóquio, na presença de 2.000 convidados, incluindo chefes de Estado e representantes de 180 países. Ele sucedeu ao seu irmão, após abdicação do seu irmão Akshito, aos 85 anos. Ele nasceu em Tóquio, em 23 de fevereiro de 1960. Ele é o 126º imperador do Japão.

Ele graduou-se no Departamento de História na Faculdade de Letras da Universidade de Gakushuin, além de ter estudado em universidades no exterior como Merton College e Balliol College, Universidade de Oxford, Reino Unido e Universidade de Harvard, EUA.

A Familia Real Japonesa ou Casa Imperial do Japão 

Casa Imperial do Japão (kōshitsu, 皇室), também referida como a família imperial japonesa e dinastia Yamato, compreende os membros da família do Imperador do Japão, que desempenham deveres públicos e oficiais, sem assumir papéis nas relações de governo. Sob a atual constituição do Japão, o Imperador é o símbolo do Estado e da unidade do povo japonês. A monarquia  japonesa é a mais antiga do mundo, reconhecendo 126 monarcas legítimos desde a acessão do Imperador Jimmu (remonta a 660 a.c). O atual imperador é Nahurito, nascido em 1960.

Em outubro de 1947, após a derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial,  removeram-se onze ramos colaterais da família imperial, diminuindo consideravelmente seu tamanho. Desde então, os membros da família imperial passaram a ser oficial e efetivamente apenas os descendentes da linhagem masculina do Imperador Taisho (1879-1926).

As princesas japonesas que se casarem com plebeus e seus descendentes são excluídos de quaisquer tipos de tratamentos e privilégios imperiais. Em dezembro de 2012, a família imperial continha 22 membros, dos quais 9 são familiares diretos do imperador; 7 são do sexo masculino  e 14 do sexo feminino; e apenas 2 membros são de menoridade (no Japão, abaixo de 20 anos de idade).

Conforme o artigo 88 da Constituição japonesa, todas as propriedades usufruídas pela família imperial pertencem ao Estado japonês e todas as despesas relacionadas a ela, bancadas pela Dieta em seu orçamento.

Finanças

Administrados pela Agência da Casa Imperial, os custos consistem em despesas pessoais, em pensões para membros da Família Imperial e outros tipos de despesas. Estipuladas em lei, as despesas pessoais se referem às compras cotidianas realizadas para atender aos membros da Família Imperial. Somaram, no ano de 2010, cerca de 324 milhões de ienes. As pensões destinadas aos membros da família imperial, com a exceção do imperador, são anuais e providenciadas para manter um estilo de vida que beneficie sua posição. A base para o cálculo das pensões é igualmente estipulada em iei, e quantia total gasta em 2010 foi de 283,4 milhões de ienes. Os membros da família imperial também recebem uma pensão quando estabelecem uma moradia independente ou abdicam de seu status imperial. As outras despesas estão relacionadas com os deveres oficiais dos membros da família imperial, tais como cerimônias, banquetes de Estado, recepções e viagens domésticas e exteriores. Também incluem a manutenção e a administração dos palácios e de outras propriedades. Somaram 5.867,68 milhões de ienes em 2010.

POR: Rita Moraes
Publicado em 26/10/2021