ConexãoIn

Investidor de Criptomoedas é assassinado e policia acredita em queima de arquivo ou vingança

O influenciador que atuava no mercado de criptomoedas, Wesley Pessano levava uma vida de luxo, ostentando um posche vermelho conversível e postava sempre com mensagens de positivismo em sua conta no instagram. Mas a vida cheia de sonhos do jovem de 19 anos, acabou quando homens armados o fuzilaram a queima-roupa, quando ele se dirigia para a barbearia no bairro aonde nasceu, São João, localizado em São Pedro da Aldeia, Região dos Lagos, Rio de Janeiro. Em uma nota de pesar, a empresa informou que seguirá com suas atividades normais, após “esse momento difícil”.

Wesley Pessano realizava cursos sobre investimento em moedas virtuais online e presenciais. Tinha 124 mil seguidores no Instagram na conta @_pessano.. Os agentes não descartam que o rapaz executado estivesse envolvido numa disputa entre grupos concorrentes que investem em moedas virtuais ou que possa ter causado prejuízo a uma pessoa. Outra hipótese levantada é a de queima de arquivo.

O assassinato

Segundo testemunhas, Wesley estava chegando para cortar o cabelo no local e ainda dentro do carro foi baleado quando outro veículo emparelhou. Uma segunda pessoa teria ficado ferida no ataque, sendo socorrida para um hospital da região. Wesley foi morto em um Porsche, avaliado em R$ 440 mil, que está em nome da Ares Consultoria e Investimentos, da qual ele era sócio. Com duas marcas de tiro na lataria, o veículo passou por perícia. 

Depoimentos

Após ouvir as testemunhas do local do crime, a polícia ainda vai chamar para depor, os sócios de Wesley na Ares, especializada em transações com criptomoeda. 

Vida de luxo e riqueza

Wesley  se apresentava nas redes sociais como “trader” do mercado financeiro e dava dicas sobre investimento. Na descrição do perfil, ele prometia “liberdade financeira aos 18”. Ele também reunia grupos de pessoas interessadas em aprender a investir na moeda virtual, on-line e presencial e cobrava pelos cursos.

A febre da criptomoeada no Brasil, dinheiro virtual já envolveu golpes financeiros e muito investidor foi lesado por empresas que atua na área.

#Conexaoin
#Conectadocomanoticia

POR: Rita Moraes
Publicado em 06/08/2021