ConexãoIn

Ícone da MPB, Milton Nascimento estreia última turnê com show inédito no Rio de Janeiro

Milton Nascimento, um dos maiores ícones da música brasileira, está se despedindo dos palcos e fez a primeira apresentação da turnê “A Última Sessão de Música” no palco da Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, no último sábado , 11. O cantor escolheu especialmente sua cidade natal para celebrar esse momento da carreira e emocionou os fãs com um repertório repleto de canções clássicas, incluindo “Travessia”.

O show foi restrito para amigos, artistas e um seleto grupo de 800 pessoas que conseguiram comprar o NFT (sigla de token não-fungível), teve quase duas horas de duração e um setlist de 27 músicas especialmente escolhidas por Milton. 

O cantor não gosta de falar em despedidas, mas após 60 anos de carreira, ele disse em entrevista ao “Jornal Nacional” que está cansado e que pretende continuar compondo no conforto do lar. “Um filme que passa na minha cabeça são as amizades, as pessoas que eu fui deixando pelo caminho, achando outras”, declarou.

O filho Augusto Nascimento é o diretor artístico do show e comentou que o conceito da apresentação é mostrar que Milton é o trem que saiu das montanhas de Minas, onde encontrou a música, para rodar o mundo. “Agora está vindo para a última estação, passando pela ‘Última Sessão de Música’”, contou.

Lucas de Mello, doutorando e mestre em Letras, que estava no show, fez um relato sobre como foi o clima da estreia da última turnê de Milton. No texto, ele disse estava muito emocionado por ter tido a honra, a satisfação e o prazer de participar dessa apresentação.

“Sendo a hora do Encontro também Despedida, Milton se despede dos ‘bailes da vida’ em grande estilo – força e gana –, e continua nos encantando e nos emocionando com seu talento, suas músicas e sua voz! Uma voz que fez Elis Regina, a maior, declarar: ‘Se Deus cantasse, seria com a voz de Milton Nascimento'”, comentou.

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 13/06/2022