ConexãoIn

Hotéis e villas do grupo Barracuda adotam práticas de turismo sustentável e responsável

A responsabilidade social sempre esteve presente no grupo The Barracuda, que, desde o início de sua implantação, adotou todos os cuidados possíveis para reduzir ao máximo o impacto negativo, não só no meio ambiente, mas, principalmente, na comunidade onde atua. Os Hotéis e Villas, projetados em total sinergia com a natureza selvagem e Mata Atlântica, levaram cerca de 15 anos para serem executados, seguindo à risca todos os procedimentos de licenciamento e compensação ambiental. De acordo com a hoteleira, Juliana Ghiotto, antes de começar as obras, foi realizada uma pesquisa arqueológica para verificar se no local havia objetos históricos importantes, além do monitoramento da fauna, o resgate e soltura, em ecossistemas semelhantes, de todas as espécies encontradas, que pudessem sofrer com a construção.

O turismo sustentável e responsável não abrange, apenas, a preservação ambiental, mas também o amplo envolvimento social, econômico, cultural e, sobretudo, o respeito às comunidades locais. Pensando nisso, o Barracuda construiu e doou para os habitantes de Itacaré/BA,  o Centro Cultural Porto de Trás, localizado em um dos bairros mais tradicionais da cidade, apoiou os projetos sociais, Surfando para o Futuro e Escola Nota 10, voltados para crianças carentes. Atualmente existem duas iniciativas em vista: a fundação do Instituto Yandê, que tem como objetivo apoiar o desenvolvimento social e ambiental da região, e o projeto que irá acabar com a venda de garrafas pets nos Hotéis e Villas.

Dentre outras iniciativas do grupo para minimizar o impacto ao ecossistema de Itacaré, destacam-se: a contratação de mão de obra local; o investimento em treinamento para a equipe; oportunidade de crescimento para a comunidade local; compra de materiais do próprio município, fazendo o dinheiro circular na região;  utilização de produtos orgânicos direto de pescadores e pequenos produtores da localidade, apoiando a economia lugar e trazendo para os seus hóspedes os melhores ingredientes encontrados na região; sistema de aquecimento solar e a linha de amenities de banho 100% naturais e veganas, no formato refil, para evitar o descarte excessivo de embalagens plásticas no meio ambiente.  

Paisagismo
Com o intuito de aumentar o volume da Mata Atlântica na região e reduzir os impactos visuais, o conceito paisagístico do The Barracuda utilizou mais de 130 espécies de plantas nativas. “A ideia é que o visitante e o hóspede tenham a sensação imersiva de estar dentro da Mata Atlântica, cercados de uma vegetação fechada e do verde luxuriante”, explica o biólogo, Eduardo Gonçalves, responsável por colocar em prática o projeto elaborado pelo renomado paisagista Sidney Linhares, e por toda gestão paisagista dos empreendimentos, que incluem os cuidados com a manutenção dos espaços e todas plantas cultivadas pela primeira vez em grande escalas, como as que foram introduzidas nos empreendimentos. 

As espécies nativas, bastante presentes no paisagismo do Barracuda, são a Alamanda Amarela, planta local extremamente comum em toda região litorânea, suas folhagens caem em forma de cascatas e apresentam flores chamativas em tom de amarelo, e a Stromanthe Porteana, com belas ramagens, produz flores arroxeadas que atraem uma quantidade enorme de pássaros Beija-Flor. Como é uma planta pouco conhecida, seu desenvolvimento tem sido acompanhado no dia-a-dia pelo biólogo. 

SOBRE O CONCEITO BARRACUDA

Apaixonados há anos pela beleza deslumbrante e hospitalidade de Itacaré, um grupo de amigos composto por suecos e brasileiros – hoteleiros, empresários, esportistas e artistas – uniu o amor pela natureza à alegria de receber e conhecer pessoas novas em um estilo de vida que se tornou um negócio. Em 2005, esse grupo de pessoas criativas decidiu construir na Orla de Itacaré, uma casa e um hotel ambos sob o mesmo teto. O intuito era oferecer aos hóspedes tudo aquilo que eles mais gostam e valorizam na região. Em 2013 nasceu o Vila Barracuda Boutique Hotel com um ambiente que reflete, de forma autêntica e surpreendente, a essência do lugar onde está inserido, cuja experiência é verdadeira e enriquece o conhecimento dos seus visitantes, sobretudo, acerca da cultura e natureza local. Foi com esse mesmo DNA e através de todo o conhecimento adquirido no Vila Barracuda, que o grupo decidiu expandir e construir o Condomínio Villas do Resende e o complexo hoteleiro Barracuda Beach Hotel & Villas, inaugurado em janeiro de 2020. Os dois hotéis e as villas, comandados pela hoteleira e coproprietária paulista Juliana Ghiotto e o seu marido Daniel Lima, natural de Itacaré, são conhecidos coletivamente como The Barracuda. Os empreendimentos com padrão internacional e serviços de excelência, traduzem o que hoje o mercado hoteleiro chama de “novo luxo”, um lugar que valoriza a experiência pela essência e não pelo excesso. 

@vilabarracuda
@barracudabeachhotel
@barracudavillas

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 26/04/2021