ConexãoIn

Escândalo: Supremo Tribunal Federal tinha infiltrada que alimentava blog do Bolsonarista Allan dos Santos

O material obtido pela Polícia Federal (PF) aponta que o blogueiro bolsonairsta, Allan dos Santos, teria mantido uma estagiária do gabinete do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), como sua informante. As informações divulgadas pelo jornal Folha de S.Paulo, causaram indignação aos membros da corte e repercutiram nacionalmente. 

Allan dos Santos é o fundador do site Terça Livre e é alvo de dois inquéritos no Supremo: um por suposta disseminação de fake news e outro que apura quem financia essas ações e os atos antidemocráticos.

Segundo mensagens obtidas pela PF, a ‘informante’ de Allan dos Santos era Tatiana Garcia Bressan, 45 anos, ex-estagiária de Lewandowski. As conversas começaram em 23 de outubro de 2018 e vão até 31 de março de 2020. 

Na primeira conversa, Tatiana diz a Allan que teria interesse em trabalhar na equipe da deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF), e diz que está no gabinete de Lewandowski.

Allan se interessa e pede a Tatiana que seja informante dele dentro do Supremo. Ela responde:  “Será uma honra. Estou lá kkk”.

Em seguida, o blogueiro pergunta o que de mais espantoso Tatiana vê no gabinete. Ela diz: “O que vi de mais espantoso é que realmente eles decidem o que querem e como querem. Algumas decisões são modificadas porque alguém importante liga pro ministro”.

General Villas Boas

Em uma das mensagens, Tatiana confidencia a Allan que o general Eduardo Villas Bôas, ex-comandante do Exército, “tem trânsito com quase todos os ministros”.

Lewandowski afirmou ser “lamentável que a Suprema Corte tenha sido infiltrada por uma pessoa sem compromisso com ética pública e a democracia”, para a coluna de Mônica Bergamo.

#conexaoin

#conectadocomanoticia 

POR: Rita Moraes
Publicado em 07/10/2021