ConexãoIn

Confusão e violência no BA-VI, do último domingo, 18, na Arena Fonte Nova

O clássico Ba-Vi será disputado neste domingo, 18, mas os jogadores das duas equipes aqueceram o duelo durante a semana por meio da internet. Tudo começou com o meia Vinícius, do Bahia, que usou uma rede social para provocar o Vitória: “kkkkkkk ídolos mitos… domingo será no barralixo!!!! Com as mães, as irmãs delaxxxx kkkkkk (sic)”. Vinicius, inclusive, é muito aclamado pelos tricolores nas redes sociais, pelo humor e por sempre responder aos seguidores.

Lance a lance

O Portal A TARDE fará a transmissão em tempo real dos melhores momentos do clássico. A cobertura começa antes, às 15h, com detalhes das equipes e o clima no estádio

Quem também entrou na onda foi o volante Renê Júnior. Mesmo atuando pelo Corinthians, o atleta comentou em uma foto do meia Allione: “td normal, nada mudou ai.. crack Pau nas puta do lixo (sic)”, escreveu o volante para o delírio dos tricolores.

Os comentários, tanto de Vinicius, quanto o de Renê, foram apagados posteriormente. Mas as provocações já tinham sido ‘printadas’ e publicadas pela página de humor “Bahia Mil Grau”. Procurado pela nossa reportagem, representantes da página confirmaram que retiraram os comentários de um foto de Allione, no perfil do próprio jogador. As assessorias de Bahia e Vitória também foram contactadas, mas preferiram não se pronunciar.

Sem citar o nome de ninguém, o meia-atacante Rhayner, do Vitória, respondeu às provocações. Em post, também em uma rede social, o jogador disse que “ofender o próximo para agradar alguns não se trata de uma brincadeira”, e usou a hashtag #CaraterPodre, possivelmente, para desaprovar as provocações dos rivais.

Válido pela sexta rodada do Baianão, o clássico tem de um lado o Bahia que, depois de um início irregular, meteu 6 a 1 no Vitória da Conquista, e teve um período de 10 dias sem jogos para trabalhar. A equipe azul, vermelha e branca está somente na quinta colocação com oito pontos.

Do outro lado, tem um Vitória mais confiante. Vice-líder do campeonato, com 10 pontos – tem uma partida a menos que a líder Juazeirense. O Leão soma apenas uma derrota na temporada, para o ABC, na Copa do Nordeste. O time rubro-negro vem embalado pelo triunfo sobre o Corumbaense e classificação na Copa do Brasil.

O duelo também será mais uma oportunidade para o Tricolor vencer dentro do Barradão, o que não acontece desde 2011. O ‘Gordiola’, no entanto, alega que o tabu de seis anos não incomoda e afirma que a equipe não pode “entrar na pilha”. “A história analisa, vai somando, não podemos entrar nessa pilha”.

Por se tratar de um clássico, Vagner Mancini escondeu a escalação e promete uma surpresa para o jogo. “Sei que do outro lado também deve acontecer alguma. É um jogo cercado por mistérios”.

O clássico volta a ter as duas torcidas no estádio. O Bahia terá 10% dos assentos.

Leão impondo o jogo

O Vitória vai enfrentar o primeiro clássico do ano contra o Bahia, no Barradão. Para a partida, o técnico Vagner Mancini deve mandar a mesma equipe que venceu por 3 a 0 o Corumbaense na quinta-feira. A mudança deve ser no posicionamento de José Welison, que deve jogar na lateral e Lucas Marques como volante.

José Welison estreou na temporada na última partida , devido a cirurgia realizada no fim do ano passado. Apesar da boa sequência do time no ano, o volante espera dificuldades para a próxima partida. “A gente sabe que Ba-Vi é um jogo diferente. Vai ser um jogo difícil. Quem errar menos vai sair com o resultado positivo”, ressaltou.

Ainda invicto no Baianão, o pensamento do clube é de seguir evoluindo e conseguindo bons resultados em casa, vencer o Bahia neste domingo aumenta a confiança da torcida nos jogos como mandante. “Tem que manter a pegada do Barradão. Mesmo foco, determinação, para continuar ganhando dentro de casa”, diz José.

Tricolor ofensivo no Barradão

O Bahia enfim vai voltar aos gramados depois do intervalo de 10 dias treinando para o clássico Ba-Vi. O Tricolor deve ter apenas uma mudança contra o Vitória. O time vai contar com a volta do goleiro Douglas, que esteve suspenso contra o Conquista, e deve ser escalado com Douglas; Nino, Lucas Fonseca, Tiago e Mena; Gregore, Zé Rafael e Vinícius; Elber, Edigar e Kayke.

Desde 2011, o Bahia não vence o rival no seu estádio, mas para “Gordiola”, esses fatos não contam quando o jogo começa. “Todo clássico tem sua dose de rivalidade, independente do que possa ocorrer. O que conta muito mais é o momento, são os 90 minutos”.

Para acabar com o tabu no Barradão, Guto Ferreira prometeu postura para o time vencer a partida. “Independente do momento, o torcedor sempre pede uma equipe ofensiva”, disse o treinador do Esquadrão.

Neste domingo, a torcida do Bahia terá a oportunidade de ter sua torcida presente no Barradão e esse é um dos fatores que, para Guto, pode ajudar a equipe a alcançar o triunfo.

* Sob a supervisão do editor Rafael Tiago Nunes

Matéria publicada no ATARDE Online, de hoje, 19/02/2018

POR: Rita Moraes
Publicado em 19/02/2018