ConexãoIn


Brasil é pais de maior infidelidade entre casais da América Latina

Traição é uma das principais preocupações em relacionamentos. (Foto: Unsplash)

 

Quem trai em um relacionamento: homens ou mulheres? Essa é uma pergunta que não tem resposta definida, e, na verdade, é mais um capítulo na eterna guerra dos sexos. Como se já não bastasse, em todas as discussões que envolvem os dois gêneros, a possibilidade de traição de ambas as partes é um assunto muito particular do brasileiro em geral.

O assunto tem ocupado as manchetes nos últimos dias, com diversas pessoas famosas sendo infiéis, bastando para criar a sensação de que todo mundo está traindo. Dados de um aplicativo de relacionamento mostram que o Brasil é o país mais infiel da América Latina.

Segundo o Espiritualista Maicon Paiva, fundador da Casa de Apoio Espaço Recomeçar, a traição é o medo de muitas pessoas, até de quem está em uma relação estável. “Muitas pessoas têm medo de serem traídas, e por isso procuram formas de se proteger, porém, o que motiva a traição do parceiro não é uma ciência exata, depende de vários contextos e da dinâmica do relacionamento. Dito isso, existem caminhos que podem fortalecer a relação, atraindo boas energias para o casal que se propõe a fazer Amarração Amorosa, para manter o amor ao seu lado. Outra solução é o Casamento Espiritual, muito procurado por quem vai casar, ou quer resolver situações no relacionamento, que em alguns casos podem virar motivo de traição. Às vezes, é recomendado buscar ajuda para lidar com situações que fogem do seu controle”, diz o especialista.

Antes de falarmos sobre os dados, um pouco de contexto. O aplicativo Gleeden, com foco no público feminino, onde é possível marcar encontros de forma discreta, chegou ao Brasil em 2021, somando, até o momento, 460.000 membros, dos 1.500.000 dos usuários totais do continente. A quantidade de usuários brasileiros que usam o app torna o país a maior comunidade da América Latina dentro do aplicativo.

Levando em consideração o tamanho da comunidade brasileira dentro do app, a empresa resolveu fazer um estudo sobre infidelidade no Brasil. Dados mostraram que 62% dos brasileiros consideram a infidelidade algo natural, mas com certos limites. Os motivos mais comuns que levam à traição está ligado ao sexo. Sobre isso, existem vários tópicos que levam a pessoa a trair: falta de controle do desejo, curiosidade. O sexo representa 50% das causas.

A traição é sempre vista como o fim do amor, como se a quebra do contrato com o outro também significasse a falta de interesse, o fim velado do relacionamento, até que tudo seja descoberto. Porém, durante entrevista com os participantes da pesquisa, sobre temas de infidelidade, relacionado a gênero e no mundo digital, foi descoberto que 7 em cada 10 brasileiros acreditam que é possível, sim, amar e ser infiel ao mesmo tempo. Essa informação se torna ainda mais relevante quando levado em consideração que 8 em cada 10 brasileiros disseram já terem sido infiéis

A infidelidade parece ser o mal do século nos relacionamentos amorosos. Para quem teme perder o amor para outra pessoa, é importante lembrar a necessidade de refazer acordos no amor para manter o laço afetivo. Além disso, uma ajuda de boas energias podem auxiliar na união entre os dois. Para saber mais, conheça os serviços do Espaço Recomeçar, clicando aqui!

Sobre o Espaço Recomeçar

Desde 2002, o Espaço Recomeçar auxilia pessoas por meio de Trabalhos Espirituais. Seu fundador, Maicon Paiva, é um renomado Espiritualista paulistano e sentiu a necessidade de auxiliar as pessoas em suas vidas. Seguindo a tradição da leitura de Búzios e Tarô, ele e sua equipe auxiliam com Limpezas Espirituais e Amarrações Amorosas. Nos anos de trabalho, o Espaço Recomeçar já auxiliou mais de 35 mil pessoas e está aberto para receber você! Além de atender no Brasil, Maicon Paiva também atende pessoas de países do mundo inteiro, como Portugal e Espanha. Tudo de forma confiável, online e com a privacidade necessária para o(a) consulente. Confira nossos serviços através do site, clicando aqui!

POR: Rita Moraes
Publicado em 16/10/2023