ConexãoIn

Arco Íris celebrando a alegria, acolhimento e respeito à diversidade sexual

A grife de luxo Louis Vuitton convidou seus funcionários e colaboradores, assim como seus filhos, para participarem da concepção criativa das vitrines ao redor do mundo durante os meses de maio e junho.

O símbolo, mesmo usado pela comunidade LGBT em suas lutas ao redor do mundo, coloca a marca como apoiadora da causa, em um momento em que  a Suprema Corte dos Estados Unidos determinou na segunda-feira, 15, que homossexuais e transexuais não podem sofrer discriminação no ambiente de trabalho. “Um empregador que demite um indíviduo simplesmente por ele ser gay ou transgênero desafia a lei”, diz a decisão do Tribunal.

A iniciativa inédita, chamada de “The Rainbow Project”, consiste em diversas versões do arco-íris que, para a maison, representa “um símbolo de esperança e de embarque em uma nova aventura após a tempestade”.

O projeto se iniciou por Frankfurt, Paris, Milão e Roma e chegou a todas as lojas da grife no mundo. Os arcos-íris foram criados como adesivos ou exibidos em telas digitais.

Mais do que meros fenômenos meteorológicos, o poderoso simbolismo e a colorida explosão de arco-íris inspiraram a Louis Vuitton a compartilhar uma mensagem de otimismo e alegria.

Em 1925, Gaston-Louis Vuitton escreveu: “Vamos transformar a rua em um espaço alegre.” Hoje, a tradição da Louis Vuitton de vitrines criativas perdura como um convite permanente para o espírito da jornada. Conforme algumas lojas começam a ser reabertas em todo o mundo, arco-íris desenhados à mão servem como faróis de esperança acolhedores em tempos turbulentos.

Desde o final do século XIX, as vitrines artísticas fazem parte do universo Louis Vuitton.

Clique e conheça o projeto pelo site da LV no Brasil:

https://br.louisvuitton.com/por-br/magazine/artigulos/louis-vuitton-windows-rainbow

#conexaoin99

#conectadocomanoticia

POR: Rita Moraes
Publicado em 16/06/2020