ConexãoIn

500 mil eleitores ainda não fizeram a Biometria na Bahia

500 mil pessoas, ou seja, 27% do total de eleitores da Bahia ainda não realizaram a Biometria em Salvador, dados fornecidos pelo TRE – Bahia até o dia 30/12. Para os eleitores que deixaram para a última hora, o Tribunal Regional Eleitoral avisa que não haverá mais prorrogação do prazo, que termina hoje, quarta-feira, 31/12. Filas quilométricas são vistas nos postos de atendimento a exemplo do Bonocô. Na sede do TRE no Centro Administrativo da Bahia-CAB, a realidade é ainda pior, no início da manhã de hoje,31/12 chegou perto do bairro de Pituaçu. Se você, leitor do ConexãoIn ainda não fez a sua Biometria e não quer enfrentar as filas saiba as consequências que sofrerá.

Com o cancelamento do título, o eleitor não poderá votar nas Eleições 2018. Além disso, ficará impossibilitado de tirar passaporte, tomar posse em concurso público, renovar matrícula em instituição de ensino e receber auxílios do governo. Esses impedimentos estão previstos no art. 7º do Código Eleitoral.

A convocação oficial para a revisão teve início em fevereiro de 2017, porém já vinha sendo amplamente divulgada na imprensa desde novembro de 2016, sendo o assunto uma constante em sites, jornais, rádios e TVs. Em Salvador, o serviço para o cadastro biométrico é disponibilizado desde 2014.

O objetivo principal da biometria é garantir ainda mais segurança durante o processo de votação eletrônico. O sistema biométrico é preparado para identificar uma pessoa, por meio da assinatura, das impressões digitais e do reconhecimento de face.

Atendimento
Para ser atendido, o cidadão precisa apresentar original de um documento oficial com foto e comprovante de residência atualizado (emitido há, no máximo, três meses).

Na sede do TRE-BA, os atendimentos ocorrem por demanda espontânea, ou seja, por ordem de chegada e sem distribuição de senhas. Além do órgão eleitoral, mais sete postos atendem por demanda espontânea, porém pela dinâmica das senhas. Veja os locais:

Postos de Atendimento:
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
Sede do TRE-BA (CAB)
8h às 18h
Por ordem de chegada
Assembleia Legislativa (CAB)
9 às 17h
80 senhas/dia
Secretaria da Fazenda (CAB)
8 às 18h
110 senhas /dia
Tribunal de Justiça (CAB)
8 às 18h
80 senhas/dia
Ministério Público (Nazaré)
8h às 17h
55 senhas/dia
Estação Pirajá do Metrô
7h às 20h;
400 senhas/dia
Estação Bonocô do Metrô
7h às 16h
250 senhas/dia
Estação Ferroviária da Calçada
7h às 16h
250 senhas/dia
Confira os documentos necessários para fazer o cadastramento biométrico:
– Documento oficial de identificação com foto (Ex.: original e cópia de RG, CNH, Carteira Profissional, Passaporte, Carteira de Reservista ou Certificado de Alistamento Militar);

– Comprovante de residência atual original e cópia (emitido há, no máximo, três meses), no nome do eleitor ou de um parente, devendo comprovar o parentesco;

– Documento comprobatório de alterações de dados pessoais, se houver (Ex.: original e cópia da certidão de casamento com homologação de separação, sentença judicial etc.);

– Se for tirar o 1º título eleitoral, necessita-se ainda da original e cópia do comprovante de quitação do serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos).

– A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não é válida como documento de identificação para o alistamento eleitoral (1º título de eleitor) por não conter nacionalidade/naturalidade, assim como o Passaporte, por não conter a filiação.

– O eleitor que tiver o título eleitoral anterior deve levá-lo na hora de fazer o recadastramento biométrico. Caso o tenha perdido não é necessário levar boletim de ocorrência.

– Antes de comparecer ao cartório, é necessário ao eleitor consultar a existência de débitos com a Justiça Eleitoral. Para isso, bastará acessar o site (www.tre-ba.jus.br). A pesquisa é feita, por meio do menu principal, seguindo o caminho: Eleitor > Débitos do eleitor. Caso exista débito, a multa deverá ser paga previamente. O comprovante de pagamento deverá ser apresentado no momento do atendimento.

POR: Rita Moraes
Publicado em 31/01/2018