ConexãoIn


WhatsApp Comunidades é liberado no Brasil

 


A Meta liberou, nesta quinta-feira (26), o recurso Comunidades para usuários do WhatsApp no Brasil. A ferramenta foi lançada no ano passado, ferramenta foi lançada em 2022, mas como possibilitava o encaminhamento de mensagens para até 5 mil pessoas foi adiada no Brasil pelo TRE, durante o ano eleitoral, como forma de coibir a propagação de fake news.

Para facilitar o acesso de seus usuários, foi criada uma aba própria para o recurso, localizada na parte de cima das conversas em celulares Android e na de baixo em iPhone (iOS). Lá, é possível começar uma comunidade do zero ou adicionar grupos existentes.

Segundo o WhatsApp, ao entrar ou criar uma comunidade, é possível acessar até 50 grupos diferentes e migrar entre eles com facilidade, para acessar as informações necessárias no momento certo. Além disso, administradores podem enviar atualizações importantes para todos os membros de uma comunidade simultaneamente.

Entre os recursos criados para funcionar dentro da ferramenta, está a capacidade de criar enquetes no chat, videochamadas com 32 pessoas e grupos com até 1.024 usuários.

É importante ressaltar que a novidade está sendo liberada, aos poucos, para os usuários brasileiros. Caso o aplicativo não atualize sozinho, vale dar uma olhadinha na loja do celular (App Store ou Google Play) para checar se há alguma atualização. O

Saiba como criar uma Comunidade
Se o celular for Android, basta ir nos três pontinhos no canto superior direto da tela (Mais opções), tocar em “Nova comunidade” e adicionar  o nome da comunidade, a descrição e a foto de perfil. Por fim, toque na seta verde para adicionar os grupos já existentes ou até mesmo para criar um grupo.

No iOS, o ícone fica na base da tela, bem no centro. Ao tocar nele basta ir para Criar comunidade e, em seguida, “Começar”. Aqui o processo é semelhante aos celulares Android e é preciso adicionar nome da comunidade, a descrição e a foto de perfil. Para concluir basta clicar em Seguinte e adicionar os grupos.

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 27/01/2023