ConexãoIn

TV Band e ABRAESA denunciam uso de peças não genuínas por seguradoras de automóveis durante reparo de veículos

 

As denúncias foram apresentadas em uma série de reportagens na TV Band com a colaboração da ABRAESA, evidenciando que algumas seguradoras, em busca de reduzir custos no reparo do veículo do cliente ou terceiro, recorrem ao uso de peças falsificadas ou recuperadas, obrigando as oficinas credenciadas a aplicarem essas peças ou restaurarem peças impróprias.

É importante que os consumidores estejam cientes disso e priorizem levar seus veículos a uma oficina que seja de sua confiança. Esse, inclusive, é um direito assegurado por lei e deve ser respeitado pelas seguradoras. Um direito importante para evitar que as seguradoras exerçam um poder excessivo de manipulação sobre a escolha das oficinas pelos clientes.

Outro ponto importante quanto ao uso de peças não genuínas é que elas podem representar sérios riscos à segurança dos motoristas e passageiros. Pois, se trata de peças de qualidade inferior, não aprovadas em testes das montadoras, que podem apresentar defeitos e levar a acidentes, como o caso de uma roda soldada se soltando em alta velocidade. Além disso, peças não originais podem acarretar a perda da garantia do veículo e reduzir sua vida útil, trazendo prejuízos aos consumidores que esperam que as seguradoras protejam e cuidem de seus bens, mas acabam prejudicados.

Existem ainda mais riscos relacionados ao uso de peças não genuínas, que incluem o aumento no consumo de combustível, maior emissão de poluentes, desvalorização do veículo e custos elevados com manutenções futuras. Para evitar esses riscos, os motoristas devem exigir que seus veículos sejam reparados com peças genuínas. E, a melhor maneira de ter essa certeza é escolhendo uma oficina de sua confiança, que o atenda com transparência e o priorize diante da seguradora.

Pensando em auxiliar os motoristas a identificarem a procedência das peças aplicadas em seus carros durante os reparos realizados em oficinas credenciadas, a ABRAESA criou a chamada vistoria Reparos Nota 10. Nessa vistoria, o consumidor pode levar seu veículo anteriormente reparado em uma oficina credenciada para uma avaliação gratuita em oficinas habilitadas pela ABRAESA como participantes do Reparos Nota 10. Caso seja comprovado o uso de peças não genuínas, ou a má qualidade do reparo, a seguradora será acionada. Uma vez acionada, ela deverá realizar o correto reparo do automóvel, garantindo ao consumidor seus direitos estabelecidos por lei.

Se você teve seu veículo reparado por uma oficina credenciada que não era de sua confiança, acesse o site da ABRAESA e verifique se já existe um posto oficial do Reparos Nota 10 disponível em sua cidade. As vistorias são gratuitas e podem ser agendadas pelo site.

Sobre a ABRAESA:

A ABRAESA (Associação Brasileira da Indústria, Comércio e Serviços para Excelência da Reparação Automotiva) é uma associação sem fins lucrativos que representa mais de 10.000 oficinas de reparação automotiva no Brasil. A missão da ABRAESA é promover a excelência da reparação automotiva, defendendo os interesses dos consumidores, dos reparadores e da indústria automotiva.

A ABRAESA também oferece outros serviços aos motoristas, como:

  • Informações sobre seguradoras;
  • Ranqueamento das seguradoras, avaliando dados como o melhor atendimento e as melhores práticas do mercado;
  • Auxílio para encontrar oficinas de reparação cadastradas no Reparos Nota 10;
  • Orientação para defesa dos direitos do consumidor;
  • Afiliação para oficinas que buscam ajudar com o objetivo principal e ter ao seu lado uma entidade forte e responsável para ajudá-las a obter o devido reconhecimento.

 

 

 

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 19/07/2023