ConexãoIn

Turista brasileira é estuprada em Paris


Uma turista brasileira foi estuprada e outra assediada sexualmente nos gramados ao redor da Torre Eiffel, principal ponto turístico de Paris, França e local por onde circulam muitas pessoas. O caso aconteceu na madrugada do sábado, 4,  para o último domingo, 5, depois de saírem de um bar localizado na região acompanhadas de dois homens, segundo relato das vítimas ao jornal Le Parisiense.

Ao separarem uma da outra, as irmãs teriam sofrido agressões por parte dos rapazes. Uma das vítimas, a irmã mais velha foi tocada nas nádegas pelo homem, mas reagiu e o agressor fugiu.

Ao conseguir se livrar da situação, foi procurar pela irmã nos arredores da Torre Eiffel, até encontrá-la em um outro ponto, deitada no chão, já com o outro homem sobre ela, com as calças abaixadas. Após ver a chegada da irmã, o agressor fugiu rapidamente e entrou em um carro preto, segundo relatos da vítima.

Segundo o Le Parisien, as irmãs, estação em estado de choque e relataram os fatos aos agentes da polícia, que circulavam no local. Como não falam francês foram levadas para a 3ª Delegacia de Polícia Judiciária,  para que os depoimentos fossem traduzidos.

O Champ-de-Mars é uma extensa área gramada que cerca a Torre Eiffel e o Trocadéro, e são pontos com vista privilegiada para o monumento. Segundo a polícia esses lugares são considerados pontos perigosos. A região recebe mais de 50 mil pessoas por dia, incluindo diversos turistas que visitam os monumentos e saem as casas noturnas da região.

O local é alvo de uma série de ladrões de celulares, jóias e de agressores sexuais”, em especial à noite. Em setembro de 2022, uma turista canadense foi sequestrada e estuprada por um jovem de 19 anos na mesma região onde ocorreu o crime contra as irmãs brasileiras, que não tiveram os nomes revelados.

POR: Rita Moraes
Publicado em 08/02/2023