ConexãoIn


Tito Bahiense recebe Rebeca Matta em seu show “Minhas Marinas e Ritas

O clima dos shows “Minhas Marinas e Ritas”, de Tito Bahiense, é especial. No La Premiatta, onde há boa comida, boa bebida e ótima música, quem comparece nas noites de quinta se sente participando de um evento privê, de tão aconchegante que o momento se torna. Pois nesta quinta-feira, dia 23, a partir das 20h, tem mais uma noite assim, com Tito Bahiense e Rudnei Monteiro tocando violão, executando arranjos criados para os sucessos das duas divas e Tito cantando.

Mas tem mais, a convidada da noite é ninguém menos que Rebeca Matta. E olha o que ela diz sobre a sua participação especial: “Rita e Marina  são mulheres inspiradoras, são referências musicais fortes pra mim. Mulheres que romperam barreiras, cada uma do seu jeito, e afirmaram  modos de ser cheios de liberdade. Fiquei muito próxima do Tito quando ele fez o show cantando Marina, fiz o figurino dele e o show ficou muito bonito, os arranjos e a forma como Tito e Jelber sentiram as músicas. O show deles me reconectou com essas canções e a possibilidade de cantar com ele completa essa conexão. Faremos algumas músicas, entre elas “O Chamado”, da Marina e “Mania de Você”,  da Rita, por exemplo. Vai ser especial esse encontro”.

Rebeca Mata – Cantora, compositora, artista multimídia, Rebeca Matta se destaca na cena musical pelos quatro discos que já lançou (Tantas Coisas – prêmio Cantora Revelação-APCA, Garotas boas vão pro céu, garotas más vão pra qualquer lugar, Rosa Sônica, À flor da pele). Com elementos de MPB, rock e música eletrônica, sua música sempre foi produzida com músicos e produtores da cena independente, fortalecendo-a.

Rebeca participou de festivais como o III Mercado Cultural Latino Americano, Tributo a Rogério Duprat, Festival Hype, RecBeat, Projeto Com:Tradição, Abril pro Rock, Projeto Conexão Vivo, Virada Cultural de São Paulo, Projeto LáLáB e O Efeito Tropicália, este último no Museu de Arte Contemporânea de Barcelona. Foi selecionada no Projeto Petrobras Cultural na categoria de produção musical contemporânea (CD Rosa Sônica).

Rebeca desenvolve também expressivo trabalho como artista visual, tendo atuado na direção de arte de capas de discos, concepção e elaboração de figurinos para dança, ilustrações da programação visual do Festival Vivadança 2015. Em 2017 realizou no LÁLÁ a Ocupação Rebeca Matta, com a exibição de sua produção de desenhos e pinturas digitais e em nanquim, e realização de shows com cenografia inteiramente baseada em video mapping com seus desenhos e pinturas.

Em 2020 participou das exposições coletivas Artdoor (exibição de obra em outdoor) e Bênção (Casa Rosa), em Salvador. Em cinema e vídeo, destacam-se os seguintes trabalhos: • Trilha sonora do filme ADA (2019), de Rafaela Uchoa, premiado no Palmacine 2019; • Direção de arte e trilha sonora de TEMPO (2020), de Rafaela Uchoa; • Mixagem, sound design e trilha sonora original de A CHUVA (2020), de Rafaela Uchoa; • Roteiro, produção, direção de arte e edição do videoarte RIZOMA (2020) com música de sua autoria; • Roteiro, produção, direção de arte, trilha original e edição do videoarte PERFUMES (2021), em tributo a Walter Smetak; • Direção, roteiro, sound design, trilha original e edição do curta metragem ROSA E ANA (2022); • Direção, roteiro, sound design e edição do curta metragem UM JARDIM (2022).

Seu trabalho como artista multimídia revela uma liberdade de experimentação definidora de uma linguagem própria.

Tito Bahiense – cantor, tocador, compositor, instrumentador vocal, solista de Orquestra. Moço meio ator, meio professor, meio escrevinhador, meio a mil. Fundou a Confraria da Bazófia, primeiro grupo corajoso de compositores daquela década dos 90 em Salvador, para em seguida cair no fluxo dos palcos da vida! Conquistando vivências e prêmios em musicais, shows conceituais, campeonatos vocais, como o Prêmio Visa Eldorado de SP de 1999, deixando Monica Salmaso em primeiro e este rapaz em segundo lugar!

Tito Bahiense trabalhou com Ivete Sangalo durante 16 anos como backing vocal e também arranjador de vozes dos principais álbuns da cantora. Hoje coleciona participações na Orquestra Rumpilezz, OSBA, Bahia Essemble, OCSAL, Jazz Trio. Em 2022, junto com Jelber Oliveira estreou um show conceitual baseado no repertório de Marina Lima, o  “Outros Olhos e Armadilhas”.

Neste meio tempo são três álbuns de carreira , mais dois singles e registros para ver e ouvir seja no youtube  ou no spotfy como “Tito Bahiense e Bando Ijexá” dentre outros belos trabalhos deste artista da música, Tito Bahiense.

No repertório do show no La Premiatta os grandes sucessos de Marina Lima e Rita Lee.

“Minhas Marinas e Ritas”

Quinta-feira, 23/03 às 20h

La Premiatta – 📍 Rua Pará, 335 – Pituba

Couver artístico: R$ 30

Reserva: (71) 99210-6666

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 21/03/2023