ConexãoIn

Projeto Brasil de Coração instala totens com desfribiladores na Estação da Lapa

A cada 90 segundos, em média, uma pessoa morre no Brasil em decorrência de problemas cardíacos, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia. Muitas dessas mortes poderiam ser evitadas com um primeiro atendimento rápido, auxiliado com o uso de um desfibrilador externo automático (DEA), principalmente em locais de grande circulação de pessoas. Para mudar essa realidade, o projeto Brasil de Coração, que tem como missão salvar vidas, vem instalando totens digitais com o DEA acoplado em diferentes pontos de Salvador.

O primeiro local que recebe seis equipamentos é a Estação da Lapa, considerado o “coração” viário da cidade por ter uma circulação diária de cerca de 560 mil pessoas. Logo em seguida, os dispositivos serão instalados nos principais shoppings. A entrega oficial na estação de transbordo acontece nesta quinta-feira, 10, às 9h30, com as presenças do diretor-presidente da Nova Lapa, Zilney Campello, e do diretor administrativo-financeiro, Cesamirando Silva. A data, que marca também o lançamento do projeto, foi escolhida por ser o início do “Setembro Vermelho”, mês dedicado à prevenção de doenças do coração.

Além de Salvador, que é a primeira capital a receber os equipamentos, o Brasil de Coração já estabelece parcerias com grandes empresas para levar os totens digitais com o DEA acoplado para Recife, Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

Capacitação e campanha educacional

Além da instalação dos totens digitais com o DEA, o projeto realiza campanha educacional para mostrar à população a forma correta de usar o equipamento, que pode ser utilizado, na ausência de profissionais treinados, por qualquer pessoa que tenha conhecimento básico de primeiros socorros. Os profissionais das equipes de socorristas, onde os totens são instalados, também passam por treinamento.

O diretor-presidente da Nova Lapa, Zilney Campello, reforça o papel da administração do terminal em disponibilizar conforto e segurança para os usuários. “Desde 2016, assumimos o compromisso de tornar a Estação da Lapa um modelo para a cidade de Salvador e também para o Brasil. Esses equipamentos instalados no terminal trazem um nível a mais de cuidado com as cerca de 560 mil pessoas que passam aqui diariamente. É um fluxo muito grande e, no caso de uma emergência, ter acesso à tecnologia que permita realizar os primeiros socorros pode fazer a diferença e salvar vidas”, conclui.

João Paulo Galvão, criador do Brasil de Coração, explica que os totens são de fácil manuseio devido ao caráter intuitivo. “Os totens digitais com desfibrilador externo automático acoplado foram desenvolvidos para salvar vidas. Os equipamentos são capazes de identificar quando uma pessoa está passando mal em virtude de um problema cardíaco, porque consegue fazer a leitura dos batimentos. Isso ajuda a ter uma previsão para a utilização do DEA por uma pessoa não treinada, já no primeiro atendimento, enquanto a equipe médica não chega”, afirma.

Ele explica que a ideia do projeto surgiu a partir de uma experiência familiar. O pai de João Paulo teve uma parada cardíaca e foi salvo por uma pessoa que, ao perceber a situação, fez as manobras de primeiros socorros e utilizou um DEA para reanimar a vítima. “Meu pai é uma prova de que esse equipamento é essencial”, conclui ele, informando que o projeto recebe apoio da classe médica e de artistas de renome, como Márcio Victor, do Psirico, Xandy, do Harmonia do Samba, Léo Macedo, do Estakazero, e a banda Falamansa.

Atendimento rápido é fundamental

A cardiologista Lara Grimaldi, que é uma das parceiras da iniciativa, afirma que a Parada Cardiorrespiratória (PCR) ocorre quando o bombeamento de sangue pelo coração é interrompido e que isso pode acometer pessoas de qualquer faixa etária, a qualquer momento e em qualquer lugar.

“Infelizmente, a maioria das vítimas de PCR vem a óbito mesmo antes de chegar ao hospital, por não receber um socorro imediato e adequado. A agilidade no atendimento por meio da Reanimação Cardiopulmonar (RCP) com o uso de desfibrilador externo automático pode fazer a diferença e garantir a sobrevivência das vítimas”, informa ela, acrescentando que “a cada 1 minuto que se retarde o início das manobras de reanimação, reduzimos em 10% a chance de sobrevivência daquela vítima”.

Ela enfatiza ainda que, em situações de emergência, não é só o tempo que pode ser decisivo, a ajuda de pessoas que presenciam o fato também. “Em casos de emergência, ligue 192. Solicite um DEA e inicie a massagem cardiopulmonar, se souber como se faz. Caso não saiba, grite por ajuda, pois, diante de uma PCR, se as manobras corretas não forem instituídas imediatamente, o paciente evoluirá para óbito em minutos”.

Canais digitais

O Projeto Brasil de Coração também irá disponibilizar um aplicativo (App) para que as pessoas possam localizar o totem digital mais próximo. Além disso, o App trará informações sobre como identificar problemas cardíacos e dicas de como prevenir doenças do coração, com orientação de cardiologistas, nutricionistas e educadores físicos. Os totens digitais, instalados pela cidade, também possuem um QR Code que levará para o perfil do projeto no Instagram (@BrasilDeCoração). Lá, outras dicas serão disponibilizadas para o uso do equipamento, assim como orientação para ter uma vida mais saudável.

#conecaoin99

#conectadocomanoticia

POR: Rita Moraes
Publicado em 10/09/2020