ConexãoIn

Programa da Tv Bandeirantes premia cidades Cidades Excelentes e Salvador está entre elas

Prefeitos, secretários municipais e seus representantes participaram na noite do último domingo, 24, na sede da Band Bahia para a cerimônia de entrega do prêmio Band Cidades Excelentes – Boas práticas de Gestão Pública.

Realizado em parceria com o Instituto Aquila, o objetivo é reconhecer e incentivar propostas de gestão pública que melhorem a qualidade de vida nas cidades baianas. Os municípios de Salvador, Licínio de Almeida e Amargosa receberam o prêmio principal da noite e levaram o título de Cidade Excelente. A solenidade contou com a presença do prefeito de Salvador, Bruno Reis, e do governador em exercício, Adolfo Menezes. O programa especial, com todos os municípios vencedores nas demais categorias e entrevistas, vai ao ar neste domingo, 24, às 21h30 na tela da Band Bahia.

Na abertura, os presentes assistiram a um pronunciamento de João Carlos Saad, presidente do Grupo Bandeirantes, que destacou o desafio que foi realizar um prêmio que reconhecesse a gestão pública brasileira. Bastante aplaudido, Saad afirmou que muitas vezes o gestor púbico é incompreendido e punido pelo que faz e também pelo que deixa de fazer. “Esse prêmio, que pode ser considerado o Oscar da gestão pública, não apenas reconhece os melhores prefeitos dos diversos municípios do país, mas também gera dados para que o cidadão possa acompanhar o desempenho do gestor público e saber quem cuida melhor do seu município”, disse.

O governador em exercício da Bahia, Adolfo Menezes parabenizou o Grupo Bandeirantes pela iniciativa. “É um prazer muito grande estar aqui neste momento, incentivando os bons gestores e mostrando que é possível, com empenho e perseverança fazer uma boa gestão pública”, enfatizou.

Um dos vencedores da noite, o prefeito de Salvador, Bruno Reis, disse que o reconhecimento aumenta a responsabilidade. “Salvador era uma cidade degradada e após oito anos da administração do prefeito ACM Neto e um ano da nossa gestão, estamos disputando as principais posições e isso é motivo de orgulho, mas, ao mesmo tempo, um desafio para seguir sempre melhorando”, pontuou.

No mês de novembro será realizada a premiação nacional em Brasília. Para o diretor regional da Band Nordeste, Augusto Correia Lima, esse é o legado que a emissora quer apresentar para a sociedade. “A Band está sempre presente em todos os momentos da vida da Bahia e do Brasil. É pioneira na cobertura das eleições com a realização de debates entre os candidatos e com essa iniciativa consolidamos nossa responsabilidade social, participando cada vez mais da vida da nação”, afirmou.

Essa é uma iniciativa do Grupo Bandeirantes de Comunicação e do Instituto Aquila. Os participantes puderam submeter Projetos Qualitativos que garantem a melhoria da infraestrutura e qualidade de vida dos municípios.

Essa é a primeira plataforma big data do país a contemplar dados de todos os 5.570 municípios brasileiros. São indicadores públicos ligados a cinco pilares: eficiência fiscal e transparência; educação; saúde e bem-estar; infraestrutura e mobilidade urbana; desenvolvimento econômico e ordem pública. São as próprias prefeituras que alimentam o sistema.

Os dados da plataforma são analisados e as cidades pontuadas. A escala vai de zero a 100. Até 50 pontos, a cidade é considerada em situação crítica. Entre 50 e 65, em desenvolvimento. Entre 65 e 80, desenvolvida. Acima disso (80 a 100) é considerada uma cidade excelente.

O prêmio vai reconhecer os municípios que alcançarem os melhores índices. Todas as cidades do país serão inscritas automaticamente, e poderão enviar projetos novos ou em implantação para ganhar pontos. Serão premiadas seis categorias: os cinco pilares e a vencedora no ranking geral. Os municípios são divididos em três grupos, conforme o número de habitantes.

Para saber mais informações sobre a premiação é possível acessar ww.band.com.br/cidadesexcelentes.

Confira todas as premiadas:

Prêmio Principal: Cidade Excelente:

Categoria: Menor que 30 mil habitantes

1º lugar: Licínio de Almeida;

2º lugar: Caculé;

3º lugar: Jacaraci;

Categoria: Entre 30 mil e 100 mil habitantes

1º lugar: Amargosa;

2º lugar: Mata de São João;

3º lugar: Brumado;

Categoria: acima de 100 mil habitantes

1º lugar: Salvador;

2º lugar: Camaçari;

3º lugar: Barreiras;

 

Pilar: Infraestrutura

Categoria: Menor que 30 mil habitantes

1º lugar – Fátima;

2º lugar – Madre de Deus;

3º lugar – São Domingos;

Categoria: Entre 30 mil e 100 mil habitantes

1º lugar: Itapetinga;

2º lugar: Brumado;

3º lugar – Macaúbas

Categoria: acima de 100 mil habitantes

1º lugar: Santo Antônio de Jesus;

2º lugar: Paulo Afonso;

3º lugar: Itabuna;

Pilar: Saúde e Bem-estar

Categoria: menor que 30 mil habitantes

1º lugar: Itanagra;

2º lugar: Pedrão;

3º lugar: Piripá;

Categoria: Entre 30 mil e 100 mil habitantes

1º lugar: São Francisco do Conde;

2º lugar: Jaguarari;

3º lugar: Ruy Barbosa;

Categoria: acima de 100 mil habitantes

1º lugar: Santo Antônio de Jesus;

2º lugar: Feira de Santana;

3º lugar: Salvador;

Pilar: Eficiência Fiscal

Categoria: menor que 30 mil habitantes

1º lugar: Maracás;

2º lugar: Tapiramutá;

3º lugar: Glória;

Categoria: Entre 30 mil e 100 mil habitantes

1º lugar: Mata de São João

2º lugar: São Desidério;

3º lugar: Rio Real;

Categoria: acima de 100 mil habitantes

1º lugar: Barreiras;

2º lugar: Salvador;

3º lugar: Camaçari;

Pilar: Desenvolvimento econômico

Categoria: menor que 30 mil

1º lugar: Caculé;

2º lugar: Lajedão;

3º lugar: Caatiba;

Categoria: Entre 30 mil e 100 mil habitantes

1º lugar: Luís Eduardo Magalhães;

2º lugar: Cruz das Almas;

3º lugar: Mucuri;

Categoria: Acima dos 100 mil habitantes

1º lugar: Lauro de Freitas;

2º lugar: Salvador;

3º lugar: Barreiras;

Pilar: Educação

Categoria: Menor que 30 mil

1º lugar: Licínio de Almeida

2º lugar: Caculé;

3º lugar: Jacaraci;

Categoria: Entre 30 mil e 100 mil habitantes

1º lugar: Irecê;

2º lugar: Amargosa;

3º lugar: Seabra;

Categoria: Acima de 100 mil habitantes

1º lugar: Juazeiro;

2º lugar: Vitória da Conquista;

3º lugar: Barreiras;

#conexaoin

#conectadocomanoticia 

POR: Rita Moraes
Publicado em 26/10/2021