ConexãoIn


Preso político Julian Assange pode ser extraditado para EUA

Um protesto em defesa de Julian Assange cercou o Parlamento britânico neste sábado, 8. A mobilização de centenas de pessoas que fizeram uma corrente humana pediu a liberdade do jornalista que revelou segredos e possíveis crimes de guerra dos Estados Unidos. O ato ocorre enquanto ele segue na prisão de segurança máxima de Belmarsh, em Londres.

Assange, de 51 anos, está preso e o Reino Unido autorizou sua extradição para os Estados Unidos, onde ele pode ser condenado a até 175 anos de prisão. A Casa Branca usa a lei contra a espionagem datada da Primeira Guerra Mundial para processar o jornalista pela publicação de documentos e informações sigilosas que revelaram possíveis crimes de guerra dos Estados Unidos.

A extradição foi autorizada pelo governo do então primeiro-ministro Boris Johnson em junho deste ano. A defesa do jornalista tenta recorrer da decisão.

Mobilização no Brasil

Movimentos populares e integrantes do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e do Partido da Causa Operária (PCO) foram ao consulado britânico na sexta-feira (7) no Rio de Janeiro protocolar uma carta em defesa da não extradição de Assange e sua liberdade.

Os manifestantes, todavia, foram impedidos de entrar no Consulado Britânico

POR: Rita Moraes
Publicado em 09/10/2022