ConexãoIn

Praia do Forte celebra abertura da 4ª edição da FLIPF, com apresentações artísticas locais no espaço Baleia Jubarte

 

 

A abertura oficial da 4ª edição da Festa Literária Internacional de Praia do Forte movimentou o espaço Baleia Jubarte, na noite desta quinta, dia 4. Durante a cerimônia, aconteceram apresentações artísticas locais do Quarto Sonare, da NEOJIBA, do Grupo Capoeira Esporão e da Orquestra Cultura do Barro Branco. Marcaram presença no evento, o Diretor de Sustentabilidade da PetroReconcavo, Marcelo Prado, o prefeito de Mata de São João, João Gualberto, os quatros curadores da FLIPF, Edma de Góis, Anderson Shon, Emília Nuñez e Bárbara Falcón, e as organizadoras do projeto, Vanessa Vieira, diretora geral e Joana Marambaia, diretora de comunicação. A FLIPF acontece até o próximo domingo, dia 7, e tem a expectativa de reunir cerca de 12 mil pessoas.

A noite ainda contou com a participação ilustre da escritora e educadora popular Maria Valéria Rezende, da educadora social Bel Santos Mayer e do multiartista Tiganá Santana, que atuaram da mesa “Para ensinar meus camaradas”, onde foi celebrado o encontro das artes e das narrativas que nos fazem sonhar com um mundo mais igualitário.

Para Joana, conseguir chegar nesta quarta edição depois de tantas adversidades enfrentadas durante esses três anos é motivo para muita celebração e reconhecimento. “Por isso, não podemos deixar de agradecer a todos os envolvidos: patrocinadores, parceiros e apoiadores. Sem eles não seria possível realizar este sonho”, afirma a sócio-diretora da Gabiroba Cultural, reforçando ainda, que a FLIPF foi pensada para que o público sinta-se acolhido e respire a magia da literatura em todos os cantos da Praia do Forte.

De acordo com Vanessa, diretora da Trevo Produções, o maior propósito da festa literária é contribuir para o movimento de incentivo à leitura. “Queremos ser uma sementinha a ser plantada na cabeça das crianças, dos jovens e também dos adultos e idosos, por isso, elaboramos uma programação vasta e diversa voltada para todos os públicos”, comemora Vieira. No entanto, os dois primeiros dias são mais dedicados para o público das escolas municipais, tanto da região, quanto de outras cidades vizinhas.

Os estudantes participam das oficinas, bate-papos, lançamentos, contações de histórias e rodas de conversas que acontecem nos espaços Ninho FLIPF, com programação especial para os pequeninos, Rede de Livros, local voltado para o mercado editorial baiano, com vendas das editoras e autores independentes, Multiverso FLIPF, ambiente pensado para os jovens, mas que reúne diversidade de gêneros textuais e de autores, e o Canto da Palavra, local onde são realizadas as tradicionais mesas literárias com autores baianos, nacionais e internacionais.

Confira a programação completa no site www.flipf.com.br

Programação Gratuita

Lei de Incentivo à Cultura

Patrocínio: PetroReconcavo

Realização: Gabiroba Cultural, Trevo Produções, Ministério da

Cultura e Governo Federal – União e Reconstrução.

POR: Rita Moraes
Publicado em 06/05/2023