ConexãoIn


O que fazer em casos de acidentes oculares domésticos?

Todos nós estamos vulneráveis a sofrer acidentes domésticos. Nos últimos dias, a influencer Géssica Kayane – Gkay foi uma vítima. Ela informou aos seguidores que machucou um dos olhos com um cabideiro de roupas. Segundo a famosa, o acessório bateu no órgão, provocando muita dor, inchaço e vermelhidão. Por sorte, segundo ela, após ida ao oftalmologista, foi detectado que a pancada não atingiu a córnea, e agora é seguir com medicação e alguns cuidados básicos no dia a dia, como não usar maquiagem. Mas esse é só um dos inúmeros imprevistos que estamos suscetíveis, como explica Ludmila Berodia, oftalmologista do DayHORC – empresa que integra o Grupo Opty em Salvador.

“Apesar dos olhos estarem preservados pela pálpebra e cílios, eles são muito sensíveis e vulneráveis. Qualquer lesão na visão, por menor que possa parecer, pode se tornar um grande problema, em todas as faixas etárias. Por isso é fundamental aumentar a atenção, mesmo dentro de casa. Dentre os acidentes oculares domésticos mais comuns, podemos listar os três principais: queimadura, corpo estranho e contusão; este último possivelmente foi o que ocorreu com Gkay”, conta a médica.

Ludmila Berodia explica que a contusão ocorre quando um golpe é direcionado ao olho ou quando ele sofre algum tipo de impacto, como pancada, tapas, socos, acidentes de trânsito e intercorrências durante atividades físicas. “Nesse caso, a recomendação máxima é usar compressa de gelada e buscar atendimento oftalmológico imediatamente para análise e evitar danos maiores, como a redução da acuidade visual”, relata. No caso do corpo estranho, podem ser vários os tipos, sendo os mais comuns: farpas, areia, pelos de animais e o próprio cílio. Na maior parte das vezes, o próprio olho rejeita esses elementos com o auxílio das lágrimas, no entanto, existem casos em que isso não acontece, devendo o indivíduo procurar o oftalmologista.

Quando o assunto é queimadura, temos o tipo térmico, que é quando o olho entra em contato direto com algo muito quente, a exemplo de um isqueiro ou fogueira, ou muito frio. Já a queimadura química ocorre quando há contato com produtos químicos, como o próprio nome já diz. Álcool, perfume, cloro e água sanitária são exemplos clássicos. Especificamente nesses casos, a orientação de Ludmila Berodia é lavar os olhos com água corrente e buscar atendimento especializado.

Evite acidentes oculares domésticos. Atenção às dicas!

1.    Torne a sua casa um ambiente seguro para as crianças. Então, atenção com o armazenamento de perfumes, principalmente os de spray, pois o público infantil pode direcionar sem querer o jato para os olhos. Além disso, deixe os produtos de limpeza longe do alcance dos pequenos.

2.    Em tempos de uso de álcool líquido e em gel, redobre a atenção, pois crianças e idosos podem usá-los de forma indiscriminada.

3.    Cuidado com objetos espinhosos e pontiagudos, deixando-os longe de crianças e idosos, principalmente.

4.    Deixe as panelas sempre tampadas e com o cabo virado para dentro do fogão.

5.    Redobre o cuidado ao fazer alguma fritura ou manusear óleo quente.

6.    Tenha cuidado redobrado antes de colocar as lentes de contato.

Sobre o Opty

O Grupo Opty nasceu em abril de 2016, a partir da união de médicos oftalmologistas apoiados pelo Pátria Investimentos, que deu origem a um negócio pioneiro no setor oftalmológico do Brasil. O grupo aplica um novo modelo de gestão associativa que permite ampliar o poder de negociação, o ganho em escala e o acesso às tecnologias de alto custo, preservando a prática da oftalmologia humanizada e oferecendo tratamentos e serviços de última geração em diferentes regiões do País. Nesse formato, o médico mantém sua participação nas decisões estratégicas e concentra seu foco no exercício da medicina.

 

Atualmente, é o maior grupo de oftalmologia da América Latina, agregando 26 marcas, totalizando 81 unidades, mais de 2.850 colaboradores e 1350 médicos oftalmologistas. Além das marcas próprias HOBrasil (BA, DF, RJ e SP) e Centro Oftalmológico Dr. Vis (DF,PE, RJ e SC), fazem parte dos associados: o Hospital Oftalmológico de Brasília (DF), Hospital de Olhos INOB (DF), Hospital de Olhos do Gama (DF), Visão Hospital dos Olhos (DF), Instituto de Olhos Freitas (BA), o DayHORC (BA), Instituto de Olhos Villas (BA), Oftalmoclin (BA), OftalmoDiagnose (BA), Hospital de Olhos Santa Luzia (AL), Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem (SC), Centro Oftalmológico Jaraguá do Sul (SC), Sadalla.Smart (SC), HCLOE (SP), Visclin Oftalmologia (SP), Eye Center Oftalmologia (RJ), COSC (RJ), Oftalmax Hospital de Olhos (PE), UPO Oftalmologia – Unidade Paulista de Oftalmologia (SP), HMO – Hospital Medicina dos Olhos (SP), Visão Center (PE), ÍrisOftalmo (PE) e CEOP – Centro de Olhos do Pará (PA). Visite www.opty.com.br.

POR: Rita Moraes
Publicado em 05/12/2022