ConexãoIn

NAIR CÂNDIA LANÇA O SINGLE “CORA CORAGEM”, MÚSICA DO MAESTRO JAIME ALEM, EM HOMENAGEM A CORA CORALINA

 


Nair Cândia
lança o single “Cora Coragem”, uma composição inédita do maestro Jaime Alem em homenagem a Cora Coralina, poeta goiana e contista, uma das mais importantes escritoras brasileiras, que chega às plataformas digitais em 18 de agosto, sexta, na véspera em que se comemora o aniversário de Cora Coralina (19/08).

“Cora Coragem” reverencia a mulher forte e extraordinária, à frente do seu tempo, guerreira e vitoriosa, de grande simbolismo, inserida no panteão das grandes heroínas femininas de nosso tempo. A letra faz referencias à obra de Cora Coralina, canta o amor, a terra e as querências da poetisa, a Serra Dourada, o Rio Vermelho e a Cidade de Goiás.

“A história de Cora Coralina, pela obra, pela resistência a uma série de limitações e imposições sociais, a perseverança, o reconhecimento tardio, tudo isso faz dela uma inspiração. Além disso, a simplicidade e as lições contidas em seus poemas me emocionam profundamente”, conta Jaime Alem.

“Cora Coragem” foi apresentada pela primeira vez no programa Empório Brasileiro, de Rolando Boldrin, na década de 80 e ficou guardada por muitos anos. Em março de 2020, a convite de Ana Aquino e AVIVA Produções, Jaime e Nair a apresentaram no “Concerto Suíte Caboclinha” com a Orquestra Sinfônica de Goiânia, sob a regência do Maestro Eliseu Ferreira. A interpretação de Nair causou grande impacto junto à platéia goianense, mas a pandemia veio interromper a trajetória de uma temporada que se iniciara a partir daí.

Em março deste ano Nair apresentou-se no show em comemoração ao dia da mulher no Teatro Ariano Suassuna, em Jacareí, sua cidade natal, e mostrou a canção, numa formação de voz e violão, para mil e duzentas pessoas – até então, inédita para aquele público. A idéia de regravá-la em estúdio e lançar na forma de single nas plataformas digitais surgiu neste momento.

Em formato de balada, o arranjo é fiel ao original sinfônico, transposto para violões de aço de 12 cordas, contrabaixo acústico e bateria programados por Jaime –  e destaque para o acordeon de João Carlos Coutinho.

“A primeira vez que li a respeito de Cora Coralina imediatamente conectei a história dela com a de minha tia Conceição, também poeta, também idosa, que durante toda a sua vida se dedicou à poesia, que adorava recitar nos encontros de família, que ao menor pretexto sacava os seus cadernos e enchia os nossos ouvidos e corações de ternura e amor. Cantar esta canção me remete a essas lembranças e à importância de escritora”, relembra Nair.

Produzido por Jaime em co-produção com Ana Aquino, da AVIVA Produções, com quem Jaime tem outros projetos em Goiânia, o single é um lançamento Agente Digital, de Gian Ucello.

Este single reforça ainda mais a sinergia entre Nair e Jaime, que se iniciou nos anos 1970 e se firmou também como parceria na vida. Ambos já lançaram dois álbuns juntos: “Jaime & Nair, em 1974, que também saiu em CD no Japão em 2001 e foi relançado em 2015; e o segundo, “Amanheceremos”, veio ao mundo cinco anos depois e foi para as plataformas digitais no ano passado – 43 anos após o lançamento do LP original. Além disso, Nair lançou um disco solo, o “Nair – Canção de um Outro Dia”, em 1987. E dessa parceria vem mais projetos por aí: formaram recentemente o Trio Janaju (Jaime, Nair e Jurema de Candia), que em breve vai lançar álbum com inéditas e regravações.

 

Ficha técnica

Produtor fonográfico: Musika Produções

Produção musical e arranjo: Jaime Alem

Co-Produção: Ana Aquino – AVIVA Produções

Gravado no Estúdio Musika, em Santa Tereza, no mês de junho de 2023

Foto de capa: Jurema de Cândia

Lançamento: Agente Digital

Letra  “Cora Coragem “  (Jaime Alem)

Asas do tempo

O canto me leva a ti, Coralina

Atravessando o cerrado

Até o coração Coralina

Tantas mulheres em ti

Tantos amores Dos becos de Goiás

E Estórias Mais, Cora Coralina

Canta o Rio Vermelho

O verde da Serra Dourada

Abre a porta pesada

De nossa memória esquecida.

Todas as vidas em ti, fertilidade

A terra te recebe

O rio te bebe

O ar te beija

Cora Coralina

Tua semente consagra o amor

Asas do tempo

A saudade me leva a ti

Cora coragem

Da fina linhagem

De outras mulheres lindas

Irmã de força e fé

De Maria e Mãe Menininha

Tu és a terra Tu és a vida

Dos Becos de Goiás

O poema trás

Cora Coralina

Cora Coralina

Tua semente consagra o amor

Asas do tempo

A saudade me leva a ti

Asas do tempo

O canto me leva a ti, Coralina

Atravessando o cerrado

Até o coração Coralina

Cora Coragem

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 16/08/2023