ConexãoIn

Morreu Sebastião Tapajós, um dia grandes instrumentistas brasileiro

O violonista Sebastião Pena Marcião, artisticamente conhecido como Sebastião Tapajós, morreu neste sábado,2,  no Hospital da Unimed, em Santarém, oeste do Pará. O músico consagrado no Brasil e na Europa tinha 79.anos de idade.

Sebastião deu entrada no início da noite apresentando sintomas típicos de um infarto, entre eles, a falta de ar e foi encaminhado ao setor de reanimação, onde ficou por mais de 40 minutos sendo reanimado, sem sucesso.

Os médicos plantonistas, Dra Musa Martins e Dr Everaldo Otoni atestaram sua morte às 19:30.

A morte de Sebastião Tapajós deixa uma grande lacuna no meio artístico. Mas sua contribuição musical será lembrada por esta e as próximas gerações.

Sebastião Tapajós gravou mais de 60 CDs e fez uma carreira longa na Europa. Pelo mundo, acompanhou e foi acompanhado por grandes músicos, como Yamandu Costa, em 2017, em Alter do Chão.

Homenagens

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), lamenta a morte do músico Sebastião Tapajós, um dos mais talentosos violonistas do mundo. Ele teve um infarto na noite deste sábado (02). Natural de Alenquer, no Oeste do Pará, Sebastião iniciou sua trajetória com o violão ainda criança, em Santarém.

Já adulto, fez carreira no Brasil e na Europa, se apresentando com nomes consagrados da música nacional e internacional. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade do Estado do Pará (Uepa) e pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa).

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 03/10/2021