ConexãoIn

Morre Magali Mendes fundadora do Curso Oficina

Faleceu hoje, aos 70 anos, depois de longa batalha contra a COVID-19, a professora Magali Mendes, uma das referências em ensino da Bahia. Magali passou pelo colégio São Paulo, como professora de Português e depois fundou, em 1988,  o Curso Oficina, referência na área no estado. Atualmente ela estava à frente da Coordenação Pedagógica do Oficina em Vitória da Conquista. Em nota oficial, o Oficina ressaltou sua energia construtiva: “Incansável, imprimiu no cotidiano da escola o corpo e a alma da educação que fez da instituição uma das mais importantes e reverenciadas de Conquista”.

Título de Cidadã Conquistense

Por sua entrega e dedicação à educação e da cidade do sudoeste baiano, recebeu, em novembro de 2015, o título de cidadã conquistense, conferido pela Câmara Municipal de Vitória da Conquista.

Carreira de sucesso

Magali Mendes nasceu em 25 de dezembro de 1950 no Rio de Janeiro e viveu lá até a conclusão do curso de bacharelado em Letras, pela UFRJ, em 1972. Ainda no final da década de 60, começou a lecionar no Colégio São Sebastião, em Copacabana. 

Em 1973, mudou-se para Salvador, licenciou-se em Letras e lecionou no Colégio Dois de Julho, onde passou a ter a convicção de que “a educação é o único instrumento de intervenção e transformação do mundo”.

Com a fundação do Colégio São Paulo em 77, passou a dar aulas de Literatura, Gramática e Redação. Permaneceu na escola por mais de 20 anos. 

No período, foi convidada a participar do Conselho Estadual de Educação. Trabalhou também em outras escolas renomadas, como Vieira, Marista, Nobel, Social e foi uma das professoras fundadoras do Anchieta.

Durante a pandemia, Magali trabalhou com sua equipe no desenvolvimento do projeto pedagógico que manteve a escola atuante até o retorno presencial aprovado pelas autoridades. Na ocasião, chegou a afirmar: “Este tempo difícil vai passar, voltaremos a nos abraçar, num momento plenamente feliz. Aprendemos muito sobre solidariedade, dedicação, empenho. Sobre proteger e amar o outro e, principalmente, prosseguir no caminho”.

O Colégio Oficina de Salvador também divulgou nota lamentando o falecimento de Magali Mendes da Silva: “seguirá, ‘encantada’, eternamente em nossas lembranças e no nosso ‘DNA’”.

Carreira de sucesso

Magali Mendes nasceu em 25 de dezembro de 1950 no Rio de Janeiro e viveu lá até a conclusão do curso de bacharelado em Letras, pela UFRJ, em 1972. Ainda no final da década de 60, começou a lecionar no Colégio São Sebastião, em Copacabana. 

Em 1973, mudou-se para Salvador, licenciou-se em Letras e lecionou no Colégio Dois de Julho, onde passou a ter a convicção de que “a educação é o único instrumento de intervenção e transformação do mundo”.

Com a fundação do Colégio São Paulo em 77, passou a dar aulas de Literatura, Gramática e Redação. Permaneceu na escola por mais de 20 anos. 

No período, foi convidada a participar do Conselho Estadual de Educação. Trabalhou também em outras escolas renomadas, como Vieira, Marista, Nobel, Social e foi uma das professoras fundadoras do Anchieta.

Durante a pandemia, Magali trabalhou com sua equipe no desenvolvimento do projeto pedagógico que manteve a escola atuante até o retorno presencial aprovado pelas autoridades. Na ocasião, chegou a afirmar: “Este tempo difícil vai passar, voltaremos a nos abraçar, num momento plenamente feliz. Aprendemos muito sobre solidariedade, dedicação, empenho. Sobre proteger e amar o outro e, principalmente, prosseguir no caminho”.

O Colégio Oficina de Salvador também divulgou nota lamentando o falecimento de Magali Mendes da Silva: “seguirá, ‘encantada’, eternamente em nossas lembranças e no nosso ‘DNA’”.

#Conexaoin 

#conectadocomanoticia 

POR: Rita Moraes
Publicado em 30/10/2021