ConexãoIn


Mercadão da Bahia é o mais novo polo gastronômico de Lauro de Freitas

Com opções para todos os gostos, o Mercadão da Bahia vem conquistado o público de Lauro de Freitas, Salvador e região metropolitana com um mix de restaurantes, sorveterias, lanchonetes e bares. Inaugurado no último dia 16, o novo centro gastronômico e comercial já conta com o Poderoso Chefão, Anas House Bistrô, Mora Restaurante, além do Dom da Empada, Oakberry Açaí Bowls, Yolito Sorvetes, Litoral Sorvete Artesanal, Geladom, M&K Cookies, Panamá Coffee Bar, Pasteliê Boutique Good, Quitanda do Café, Pipos Lanches e Boteco do Professor.

Há ainda opções para quem não abre mão de uma boa comida baiana, como o Acarajé da Mainha e Delícias de Dendê. De acordo com Ricardo Pithon, gerente-geral do empreendimento, “em breve, novos boxes serão inaugurados na praça de alimentação do espaço – como o do restaurante Maré, Big Pastel, Lugs e Dom Sampa –, ampliando, ainda mais, as opções para que os clientes possam se divertir enquanto fazem as compras do dia a dia”.

Horário de funcionamento

Com acesso pela avenida Maria Izabel dos Santos, próximo ao Parque Shopping da Bahia, o Mercadão da Bahia funciona de segunda a sábado, das 7h às 19h, e no domingo, das 7h às 15h. Já a praça de alimentação opera das 7h às 22h, de segunda a sábado, e das 7h às 18h, no domingo.

O Mercadão da Bahia tem uma área de mais de 18 mil m², com 200 boxes, nesta primeira fase, e um amplo estacionamento, com 400 vagas. O empreendimento concentra, em um único lugar, opções de compras como mercearia, empório, padaria, floricultura, cachaçaria, delicatessen, peixaria, boutiques de carnes, hortifruti, além de boxes de embalagens, artesanato e salão de beleza.

Enashopp

A comercialização e gestão do Mercadão da Bahia estão a cargo da Enashopp, empresa que tem sua expertise voltada para o desenvolvimento, implantação, comercialização e gestão de shopping centers. Com mais de 30 anos no mercado, a empresa desenvolveu projetos na África e em todo o Brasil. São mais de 1.500 profissionais administrando mais de 1 milhão de m² de área construída, com uma média de 30 milhões de pessoas/ano trafegando nos empreendimentos, 5 mil unidades gerenciadas e mais de 300 mil m² de área bruta locável (ABL).

POR: Rita Moraes
Publicado em 25/07/2022