ConexãoIn

Jovens migrantes venezuelanos ganham chance de empreender no país

 

 

Jovens migrantes ou em situação de refúgio venezuelanos e haitianos receberam R$42 mil para dar um gás em seus negócios. Quatorze iniciativas foram contempladas pelo Programa Jovens Transformadores, realizado pelo Instituto Terroá, em parceria com o Instituto Localiza. O programa foi criado para apoiar a inserção empreendedora e cidadã de jovens e estimular o intercâmbio cultural.

 

Além do financiamento, o programa também oferece mentoria para os profissionais como parte de uma jornada formativa. A iniciativa Programa Jovens Transformadores, reconhecida como uma tecnologia social pela Fundação Banco do Brasil, já beneficiou mais de mil jovens que tiveram lições de empreendedorismo social, trabalho em equipe, competências socioemocionais, sustentabilidade e engajamento cívico.

 

Nessa versão em andamento em Manaus – AM, os negócios contemplados pelo capital semente são de vários setores, que variam de serviços de eletricista a estilista. Entre os beneficiados, está Wellinton Quintero, dono do salão de beleza Studio W&E, que utilizou a quantia para adquirir um lavatório de cerâmica e uma cadeira hidráulica.

“Participar do projeto foi uma grande experiência. Durante o processo me ajudaram a dar um passo forte na minha jornada empreendedora e pessoal. Fiquei rodeado de pessoas inspiradoras que me fizeram crescer e me motivaram ainda mais. Amei ser respeitado pelo que sou, aprender mais e ter a oportunidade de viajar para adquirir mais conhecimento, era o que faltava para impulsionar o meu empreendimento”, explica Quintero.

Clara Rosa, proprietária da hamburgueria artesanal Patronus Burguer, é outra beneficiada pelo auxílio do Instituto Terroá e investiu o dinheiro em uma fritadeira e outros utensílios de manipulação de alimentos.

“Como mãe, empreendedora e migrante, o programa impactou minha vida em todos os aspectos. Eu sou muito agradecida aos institutos e profissionais que dedicaram seu tempo e conhecimento para que eu crescesse durante essa jornada”, comenta Clara.

Para Rosângela Bentes, coordenadora do projeto, acompanhar a jornada desses jovens empreendedores migrantes ao longo dos meses, testemunhar a sua evolução e ver o sonho de empreender se transformar em uma realidade foi experiência inspiradora e gratificante.

“Em um mundo inundado de informações e conteúdos para iniciar um negócio, o acesso a capital semente em estágio inicial é escasso. Este projeto emerge com uma luz brilhante. Capacita jovens com recursos essenciais, permitindo que eles transformem sonhos em negócios prósperos, gere renda e reescrevam suas histórias de vida de maneira inspiradora e transformadora”, finaliza Rosângela.

Para o Instituto Localiza, estabelecer parcerias com organizações como o Instituto Terroá amplia a promoção da inclusão produtiva de jovens. “Juntos, estamos comprometidos com a criação de oportunidades de empreendedorismo para jovens migrantes venezuelanos. Nossa parceria traça novos horizontes em Manaus, contribuindo significativamente para o desenvolvimento de toda a sociedade, e constrói pontes para um futuro inclusivo para todos”, declara Alessandra Peixoto, diretora do Instituto.
O Projeto

Uma parceria entre o Programa Jovens Transformadores, do Instituto Terroá, com o Instituto Localiza, a Jornada Empreendedora para a Juventude Migrante de Manaus tem como proposta fortalecer e ampliar a capacidade de jovens para realização de seus projetos de vida.

A jornada empreendedora oferece um pacote de ações estratégicas pautadas no contexto da economia criativa e tem como propósito fortalecer o empreendedorismo da juventude migrante e/ou em situação de refúgio de Manaus, em condição de vulnerabilidade socioeconômica, priorizando jovens LGBTQIA+, mulheres e população negra.

 

Programa Jovens Transformadores

O Programa Jovens Transformadores (PJT) é uma iniciativa que busca promover a transformação pessoal e coletiva de jovens, capacitando-os para serem líderes e agentes de mudança em suas comunidades. Sua importância é destacada pela necessidade de formar cidadãos ativos, conscientes e comprometidos com o desenvolvimento sustentável, em alinhamento com as diretrizes legais e pedagógicas.

O PJT prioriza a tríade sustentabilidade, educação cidadã e empreendedorismo social. Portanto, a abordagem se destaca pela ênfase na aprendizagem ativa, no protagonismo juvenil, na compreensão do contexto local, no pensamento crítico e no desenvolvimento de habilidades socioemocionais. Mais de 1000 jovens passaram pelas suas formações em 8 municípios do país.

 

O Instituto Terroá

Associação sem fins lucrativos que já atuou em 14 estados brasileiros, com a missão de apoiar e facilitar processos participativos para a criação de soluções integradas que promovam o desenvolvimento sustentável, por meio de três frentes de atuação integradas: (i) territórios engajados e sustentáveis, que utiliza de inteligência de dados, articulação de atores e engajamento comunitário para diagnosticar e planejar o desenvolvimento de territórios; (ii) economia sustentável e inclusiva, que fomenta cadeias de valor e incuba negócios inclusivos e comunitários para a geração de renda e estimular o dinamismo econômico local; (iii) educação cidadã e inovação política, que busca formar jovens protagonistas de seus projetos de vida e transformação de seus territórios, bem como apoiar gestão escolar de escolas do campo.

 

Sobre o Instituto Localiza

O Instituto Localiza nasceu para impulsionar a transformação social, apoiando projetos que facilitem o acesso ao ensino e que estimulem o empreendedorismo de jovens em situação de vulnerabilidade social em todo o Brasil. A instituição fomenta projetos de organizações sociais que têm iniciativas de capacitação técnica e inclusão produtiva das juventudes nas indústrias criativas e desenvolve projetos para potencializar a empregabilidade de comunidades vizinhas às unidades de negócio da Localiza&Co.

LinkedIn | Instagram

POR: Rita Moraes
Publicado em 22/11/2023