ConexãoIn


Instituição Beneficente Conceição Macedo lança projeto para atender jovens trans

Tia Conça, fundadora da Instituição Beneficente Conceição Macedo (IBCM), lançou no dia 20 de abril o projeto “Amor  de Mãe”, que tem como objetivo oferecer formação para o mundo do trabalho, atividades educativas e encaminhamento para retificação de nome e gênero para jovens trans.

O lançamento do projeto foi marcado por uma feijoada oferecida aos dez jovens inscritos e amigos presentes. Para Tia Conça, o projeto atende uma demanda que chega todos os dias à instituição. “Estou muito feliz com o início desse projeto, pois sei que muitos jovens trans precisam do nosso apoio, como pessoas que vivem em situação de rua ou aqueles que moram com seus familiares. A nossa missão é lutar em prol da comunidade LGBTQIA+, e isso está presente no nosso dia a dia há anos”.

Ainda de acordo com Tia Conça, o “Amor de Mãe” é só o início de diversas ações que serão realizadas pela instituição. Vale ressaltar que o trabalho com a comunidade trans já acontece há muitos anos, principalmente, com as travestis e transexuais profissionais do sexo.

Para o estudante I.C, de 21 anos, morador do bairro de Pernambués, participar deste projeto será muito importante principalmente para estreitar os laços com a família, que não aceita sua identidade de gênero. “Estou muito contente, pois sei que o projeto vai ajudar na minha relação com minha família que sempre me magoou e nunca me aceitou. Hoje, o clima está melhor, mas não foi fácil. Acredito que a minha participação no ‘Amor de Mãe’ foi uma experiência positiva”, contou ele.

No dia 8 de abril, foi aniversário de I.C, porém, mais uma vez, não houve comemoração nem lembrança da família. No entanto, ele foi pego de surpresa com um parabéns durante o lançamento do projeto. O adolescente ficou muito emocionado por celebrar mais uma primavera, com direito a bolo e sorvete. “Estou feliz demais, pois quase ninguém celebra ou lembra meu aniversário e hoje ser lembrado é um motivo de alegria”, revelou I.C.

POR: Rita Moraes
Publicado em 29/04/2022