ConexãoIn


Festival de Saveiros começa com homenagem a ceramista centenária, chegada dos saveiros e muito samba de roda

Uma homenagem a Dona Cadu, mais famosa ceramista da Bahia, deu início oficial ao Festival de Saveiros – I Festa Náutica do Vale do Paraguaçu, que acontece em São Felix até o dia 29 de maio, com uma rica programação, que tem como ponto alto o “Bordejo pelas Águas do Paraguaçu, no domingo à tarde.

Dona Cadu ganhou uma Sessão Solene na manhã da sexta-feira, 27, na Câmara de Vereadores de São Félix, em nome do seu centenário e sua contribuição para a cultura do Recôncavo. 

À noite Dona Cadu celebrou no samba de roda junto ao grupo Filhos de Dona Cadu e foi também saudada pelos grupos Filhos de Nagô e Gege Nagô. A festa aconteceu no palco armado pelo festival na Avenida Salvador Pinto. Embalados pelo samba de roda sãofelistas, cachoeiranos e turistas comemoraram junto até as duas da manhã.

Ainda durante a tarde, também na  Câmara de Vereadores, foi realizada a mesa “A Importância dos Saveiros para o Recôncavo Baiano”, com o historiador Walter Fraga, o fotógrafo Nilton Souza, o deputado Bira Coroa e a arquiteta Marília Barreto, uma das proprietárias do Saveiro É da Vida. A mediação foi feita pelo historiador Fábio Batista.

Um dos momentos mais emocionantes do dia foi o da chegada dos saveiros a São Félix, que aconteceu durante a tarde de sexta-feira. Junto com os saveiros chegaram os oleiros de Maragojipinho, que participam da Feira de Artesanato, já considerada a maior do Recôncavo, reunindo mais de 50 expositores de toda a Bahia.

Neste sábado, dia 28, está marcado o encontro de jet skis, e as águas serão tomadas por canoas, caiaques e hobie cats, dentre outras embarcações. Passeios de saveiro serão oferecidos pelos mestres saveiristas a preços populares – é a oportunidade de conhecer melhor as belezas da região.

No domingo, dia 29, a partir das 13h, na cidade de São Félix, será dada a largada para o “Bordejo pelas Águas do Paraguaçu” que vai circundar a Pedra da Baleia e retornar para o píer de São Félix. Este é o ponto alto do  Festival de Saveiros – I Festa Náutica do Vale do Paraguaçu. Participarão saveiros com navegação a popa (vela de içar). A competição se transformou num grande desfile, que irá homenagear os saveiros participantes.

Enquanto isso toda a cidade também estará mobilizada participando da Feira de Economia Criativa e Agricultura Familiar, das exposições de carros antigos e miniaturas de saveiros do artesão Ubiracy Portugal, enquanto as crianças disputam o concurso de desenhos e redação promovido em parceria com as escolas de São Félix.

Programação cultural – Shows de Samba de Roda e Reggae, marcas musicais do Recôncavo da Bahia, fazem da programação do  Festival de Saveiros – I Festa Náutica do Vale do Paraguaçu, uma verdadeira festa. No sábado à noite o show é do reggaeman Sine Calmon. No domingo, ao cair da tarde, quem sobe ao palco é Jau, para realizar o seu sarau. E tem mais música com os talentos da terra  Nathan Gomess, Nelma Marks, Juninho Cachoeira, Orquestra Reggae de Cachoeira e Orquestra Jovem do Recôncavo. Os shows acontecem na Avenida Salvador Pinto, no Porto de São Felix.

O Festival de Saveiros – I Festa Náutica do Vale do Paraguaçu  foi idealizado por Wandick Vieira, tem a produção da Tabuleiro Produções e Um Som & Imagem e conta com patrocínio do Governo do Estado da Bahia, através das Secretarias de Turismo (Setur) e Comunicação – SECOM, e apoio institucional de Bartinho da Silva e Prefeitura de São Félix.

Confira a programação :

Dia 28 de maio – sábado

Avenida Salvador Pinto (Porto) – Dia inteiro:

Exposição de carros antigos

Exposição de miniaturas de saveiro do artesão Ubiracy Portugal

Exposição dos Trabalhos Escolares

13:30h Bordejo de Saveiros

14:00h Show Corpos Negros

15:30h Show Orquestra Jovem do Recôncavo

16:00h Premiação

16:30h Saída do Presente para Oxum

17:30h Sarau de Jau

19:30h Juninho Cachoeira

Para mais informações sigam-nos no Instagram:

@festivaldesaveirosoficial

POR: Rita Moraes
Publicado em 30/05/2022